07/07/2011 – 08h:10 Oito agências bancárias em MT são assaltadas em seis meses

Policiais entraram em confronto com assaltantes nesta terça em Paranatinga.
Balanço também traz dados sobre arrombamento de caixas eletrônicos.

Oito bancos foram assaltados por quadrilhas fortemente armadas nos últimos seis meses em Mato Grosso, conforme dados da Polícia Judiciária Civil. Para o presidente do Sindicato dos Bancários, Arilson da Silva, os assaltos expõem a fragilidade das agências e da segurança pública.

Os últimos dois crimes foram registrados nesta semana em cidades do interior. Na manhã de segunda-feira (4), seis ladrões invadiram uma agência bancária em Nova Monte Verde, a 920 quilômetros de Cuiabá, e usaram os clientes e funcionários como escudo humano. Na noite do mesmo dia, bandidos tentaram explodir o cofre de um banco em Paranatinga, a 411 km da capital. A polícia informou nesta quarta-feira (6) que até o momento nenhum suspeito de cometer os assaltos às agências foi preso.

Reforço policial
Ainda conforme a polícia, homens do Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e do Grupo de Operações Especiais (GOE) de Cuiabá foram encaminhados para as duas cidades para ajudar nas buscas aos assaltantes. Helicópteros e viaturas também reforçam a estrutura montada na região atrás dos criminosos.

No entanto, em Paranatinga eles já encontraram resistência. De acordo com o delegado Marcus Sampaio, que atua na região, os policiais entraram em confronto com os assaltantes na tarde de terça-feira (5), em uma estrada vicinal. Entretanto, os suspeitos conseguiram fugir.

“Eles estavam com armamentos pesados e tivemos que nos proteger atrás das viaturas porque estávamos com armamento médio e em menor número”, comentou o delegado, reclamando do fato de ter voltado 45 quilômetros para pedir reforço policial. Mas ao retornarem ao local, encontraram apenas os mantimentos dos suspeitos.

Em Nova Monte Verde, as buscas estão concentradas em uma região de mata fechada no distrito de Paranorte, próximo ao município, conforme informou a delegada Helena Yloise de Miranda. Ela comentou, porém, que a cidade não tem estrutura policial e logística para conter este tipo de crime. Isso porque o efetivo diário é de dois policiais civis e dois militares. “Não dá para contermos um bando fortemente armado com este efetivo”, comentou a delegada, que acumula o comando de três delegacias.

Caixas eletrônicos
De acordo com dados da Polícia Civil, foram registrados de janeiro a julho deste ano ao menos 40 arrombamentos de caixas eletrônicos e outras 11 tentativas em todo o estado de Mato Grosso. Para evitar este tipo de ação, o presidente do Sindicato do Bancários tem cobrado a instalação de biombos na agência e o aumento do efetivo de policiais em dias de pagamento. Conforme o presidente do sindicato, a barreira visual deve ser colocada entre os caixas convencionais para dificultar a ação dos assaltantes.

Ericksen Vital Do G1 MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário