07/08/2014 - Ministro reforça campanha de Lúdio e defende governo do PT no Estado

A campanha do candidato a governador Lúdio Cabral (PT), da coligação Amor à Nossa Gente (PT, PMDB, PR, Pros e PCdoB), recebeu o reforço do ministro da Educação Henrique Paim (PT) que desembarcou em Cuiabá hoje (06) para participar da 3ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).    O ato político, marcado pela exaltação às políticas educacionais da presidente da República Dilma Rousseff (PT), aconteceu no Hotel Mato Grosso Palace, agora à noite, com a presença da candidata a vice Teté Bezerra (PMDB), do candidato a senador Wellington Fagundes (PR) e das principais lideranças dos partidos aliados. 

O ministro Henrique Paim afirmou que a vitória de Dilma e Lúdio nas eleições de outubro significa a continuidade da busca pela redução das desigualdades educacionais com programas como Prouni, Fies e Mais Educação. Além disso, destacou os investimentos do governo em Mato Grosso citando como exemplo a expansão da UFMT para municípios pólo e a implantação de diversas unidades da IFMT. “O governo do PT abriu um caminho de oportunidades na educação. Precisamos garantir a continuidade com a reeleição da presidenta Dilma e de candidatos com esse compromisso”, disse.

Lúdio afirmou que a história do PT em Mato Grosso se confunde com luta pela educação pública e citou  avanços promovidos no setor nos últimos sete anos de gestão petista. Conforme o candidato, o Estado tem a melhor legislação de carreira do magistério no Brasil, utilizada como referência pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CTNE), além do segundo maior piso da categoria em âmbito nacional. “Nosso governo fará uma verdadeira revolução na Educação. Pela primeira vez, Mato Grosso será governado pelo PT. Um governo para todos, mas atenção especial aos mais humildes”, prometeu.

ludio ministro essa
O candidato ainda aproveitou a presença do ministro Henrique Paim para apresentar duas reivindicações ao governo federal que já fazem parte do programa de governo.  Uma delas é a  criação da Universidade Federal de Rondonópolis e a outra, a  implantação do curso de medicina no campi da UFMT em Barra do Garças. 

O ato político também contou com a presença da secretária estadual de Educação Rosa Neide Sandes,  do ex-deputado federal Carlos Abicalil, representando a coordenação nacional da campanha de Dilma; dos deputados federais Ságuas Moraes (PT) e Valtenir Pereira (Pros), além dos deputados estaduais Ademir Brunetto  e Alexandre César, ambos do PT. O PCdoB foi representado pelo candidato a segundo suplente na chapa de Wellington Fagundes, professor Manoel Motta. 

 

 

Jacques Gosch

Comentários

Data: 08/08/2014

De: pt

Assunto: ludio

Esse laranja tá achando que vai governar mato grosso, candidato do silval e da dona dilma tá se achando, pela sua campanha podemos perceber que se trata de um candidato da baixada cuiabana e sem experiência e maturidade, acho que ele deve levar a vida fazendo parto, médicos quando querem ser políticos são um desastre, governo só vive na uti.

Novo comentário