07/09/2011 - MPE bloqueia R$ 270 mil pagos à dupla Zezé de Camargo e Luciano

A Justiça acatou o pedido do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da Promotoria de Justiça de Diamantino, e determinou o bloqueio das contas da comissão organizadora da 'V Expodiamantino', da empresa responsável pelos shows “Maciel & Santana Ltda ME” e da bilheteria do show da dupla sertaneja Zezé di Camargo e Luciano. A medida tem como objetivo assegurar que o montante pago à referida dupla, no valor de R$ 210 mil, fique bloqueado, já que o dinheiro saiu dos cofres públicos do município e o MPE ingressará com ação civil pública para tentar garantir o ressarcimento ao erário. O show foi realizado neste domingo (04.09).

De acordo com a promotora de Justiça Anne Karine Louzich Hugueney Wiegert, que atua na 2ª Promotoria de Justiça Cível de Diamantino, a 'V Expodiamantino' foi realizada por iniciativa privada, mas o show da dupla sertaneja foi custeado com recursos públicos. Após tomar conhecimento do fato, o Ministério Público ingressou com ação cautelar com pedido de liminar na tentativa de impedir o pagamento e obter o bloqueio das contas.

“Após termos recebido denúncia anônima sobre a irregularidade, requisitamos informações ao prefeito e ele nos encaminhou nota de empenho, mas não nos esclareceu se o recurso já havia sido repassado integralmente à dupla. Diante disso, ingressamos com ação cautelar para tentar impedir eventual repasse e assegurar o bloqueio das contas”, explicou a promotora de Justiça.

Segundo ela, a medida cautelar é preparatória para a ação principal, que buscará a responsabilização por atos de improbidade administrativa. Além do município, representado pelo prefeito Juviano Lincoln, também serão acionados os integrantes da comissão organizadora do evento, os empresários Antonio Martins Teixeira e Sebastião Mendes Neto, e o proprietário da empresa Maciel& Santana Ltda Me, Ronaldo Maciel.

“Na ação principal vamos requerer o ressarcimento ao erário. Se o montante bloqueado não atingir os R$ 210,00 mil, buscaremos os meios legais para garantir que os requeridos efetuem o pagamento”, adiantou a promotora de Justiça.

Consta na ação do MPE, que os organizadores da 'V Expodiamantino' receberam patrocínios para divulgação e arrecadaram com o aluguel dos espaços, cujos preços variaram de R$ 500,00 a R$ 7 mil. Isso sem contar com o dinheiro arrecadado com a venda de ingressos. “Enquanto os organizadores do evento arrecadam toda a receita relativa ao evento, cabe, em última análise, ao povo custear o show artístico de maior importância, por meio de verba pública municipal , tendo ainda a mesma população que pagar para assistir ao referido show com a compra de ingressos ou passaportes””, destacou a promotora de Justiça, em um trecho da ação cautelar.

 

Da Redação - JM

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

OS COMENTÁRIOS É DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS INTERNAUTAS QUE O INSERIR. O REPÓRTER DO ARAGUAIA ONLINE RESERVA-SE O DIREITO DE NÃO PUBLICAR MENSAGENS COM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO, PUBLICIDADE, CALÚNIA, INJÚRIA, DIFAMAÇÃO OU QUALQUER CONDUTA QUE POSSA SER CONSIDERADA CRIMINOSA. OS COMENTÁRIOS QUE CONTER NOS ITENS CITADOS ACIMA SERÃO EXCLUÍDOS. TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO ARQUIVADOS ATRAVÉS DO IP E SERVIRÃO DE PROVAS CONTRA AQUELE QUE USAR ESTE MEIO DE COMUNICAÇÃO.