07/10/2015 - Polícia Civil prende tio acusado de abusar de sobrinho

Um tio acusado de abusar sexualmente do sobrinho de 12 anos foi preso, pela Polícia Judiciária Civil, na segunda-feira (05.10), em Rondonópolis (212 km ao Sul), Na ação, conduzida pela equipe de policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia, o acusado, Ramão Crescendo Salinas, 50, cunhado da mãe da vítima, foi autuado em flagrante pelos crimes de estupro de vulnerável majorado e continuado.

O acusado foi preso próximo ao município de Alto Garças (357 km ao Sul), enquanto tentava fugir. O crime foi denunciado pelos pais do menino que registraram um boletim de ocorrência na 1ª Delegacia de Polícia, após descobrirem que o suspeito, casado com a tia materna da vítima, estava abusando sexualmente o garoto.

Imediatamente os policiais civis plantonistas iniciaram diligências para investigar os fatos. Conforme apurado, o último abuso havia acontecido durante o final de semana, entre os dias 03 e 04 de outubro, no bairro Granville. Segundo as investigações, o tio vinha praticava sexo oral no sobrinho desde quando a vítima tinha 08 anos de idade.

A vítima foi submetida ao exame de violência sexual e ato libidinoso, e ouvida na presença de uma psicóloga da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica). O menino confirmou estar há 4 anos sofrendo os abusos do tio, que sempre o presenteava com intuito que o mesmo permitisse os atos libidinosos.

Diante os indícios, os investigadores realizaram buscas para localizar o procurado, sendo as primeiras informações de que ele teria fugido para uma Fazenda na região da cidade de Pedra Preta (238 km ao Sul), onde trabalha, mas não foi encontrado.

Após a comunicação com outras unidades policiais, o acusado foi preso pelos investigadores da Delegacia de Polícia de Alto Garças, e na sequência levado à 1ª Delegacia de Polícia de Rondonópolis, para ser ouvido. Interrogado pelo delegado de polícia, Claudiney Souza Lopes, o suspeito negou ter praticado outro tipo de relação sexual, e disse que apenas tinha desejo de fazer sexo oral no sobrinho.

Ramão foi preso em flagrante por estupro de vulnerável, por ser a vítima menor de 14 anos, majorado pelo fato do autor ser tio da vítima, e continuado, pois os abusos ocorriam há certo tempo e com o mesmo “modus operandi”. Em seguida ele foi transferido à Cadeia Pública local.

 

 

 

Assessoria/PJC-MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário