07/10/2016 - Outubro Rosa chama a atenção das mulheres de São Félix do Araguaia para importância do diagnóstico precoce do câncer de mama

07/10/2016 - Outubro Rosa chama a atenção das mulheres de São Félix do Araguaia para importância do diagnóstico precoce do câncer de mama

A campanha Outubro Rosa começou na rede municipal de saúde de São Félix do Araguaia e promove a conscientização da população para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. A programação é extensa, com palestras, exames clínicos, realização de papanicolau e agendamento de mamografia, orientações, atividades de bem-estar, entre outras, lembrando que o mês todo será dedicado às ações preventivas.

Um dos objetivos do Outubro Rosa é diminuir a incidência de novos casos de câncer de mama no Brasil. Para 2016, a estimativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA) é que o país registre 57.960 novos casos de câncer de mama e 16.340 de câncer de colo de útero. São números alarmantes e que trazem grande preocupação, já que o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres. É importante salientar que a prevenção e o diagnóstico precoce são primordiais. Quando a doença é descoberta no início a chance de cura é maior e o tratamento menos invasivo.

Além da campanha na rede municipal, ocorreu nesta quinta-feira, 06, na Praia do Morro, um encontro entre mulheres, com o objetivo de levantar discussões, fortalecer o diagnóstico e alertar todas as mulheres para a importância de realizarem o autoexame mensal e a mamografia anual. Tendo um diagnóstico precoce e tratamento correto, o câncer de mama tem 90% de chance de ser curado.            Vestidas de rosa, as mulheres querem chamar a atenção para o movimento mundial de prevenção e combate ao câncer de mama!

As ações do Outubro Rosa são realizadas em vários lugares do mundo para ressaltar a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. Ou seja, a idéia é passar a mensagem de que quanto mais cedo a doença for descoberta, maior é a chance de cura. 

Durante o encontro, ainda foi registrado a presença de mulheres de diversos segmentos sociais do município, dentre elas Rosinéia Milhomem, Marta Milhomem e da enfermeira Dulce, dente outras. Contou ainda com  a participação da Dra. Janailza (SD), primeira mulher eleita prefeita de São Félix do Araguaia,e da vereadora  Rita Gomes ambas eleitas nas eleições de 2 de outubro, último.

O Outubro foi o mês dedicado para sensibilizar a população feminina sobre a importância de se cuidar em relação aos riscos do Câncer de Mama. Considerando que se trata do tipo de câncer que mais mata as mulheres no mundo, é importante que as pessoas se cuidem em relação ao mesmo. Assim, durante todo o mês de outubro, o mundo todo se mobiliza para sensibilizar as mulheres, principalmente, a realizarem os exames periódicos.

 

Veja mais fotos na Página do Fecebook de “O Repórter do Araguaia”, acesse: https://www.facebook.com/o.reporter.do.araguaia

 

 

Néia Rondon/O Repórter do Araguaia

Comentários

Data: 18/10/2016

De: Ienes

Assunto: Fala

Luiz Gonzaga, não estou tirando seus meritos, apenas quero que vc dessa do seu castalo e venha comvover no meio dos simples mortais, pois vc pelo que ja conclui é um narcisista. E se acha um ser superior. Ser onesto trabalhador ao meu ver não é virtude e sim simplesmente obrigação.

Data: 16/10/2016

De: Luis Gonzaga domingues

Assunto: luisodomingues@hotmail.com

Você continua escrevendo as frases e palavras erradas. Moça as casas que eu fiz na minha são tão simples que nem acabamento externo ainda possui ou pintura. Também é a única casa que não possui muro ou cerca, mas para que é pobre que nem a minha família é razoávelmente boa.
Outra coisa que você também não que na UNEMAT nós entramos ganhando dez salários mínimos que valiam muito mais do hoje e além recebíamos no governo Dante de Oliveira R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) de diária.
Quanta ignorância de sua parte! Quando entrei no Campus não tínhamos nem cadeira para sentarmos e muito menos computador. Conseguimos através da Universidade em Cáceres adquirir veículo Gol novo que só era utilizado para o trabalho do Campus. O motorista do era contratado quando assumi a direção somente nas etapas e muitas eles dirigia de graça no início para tentar conseguir um emprego até que conseguimos recursos no orçamento da UNEMAT central para pagar as despesas básicas, como: limpeza, guarda, motorista, energia, água, etc. Dentro da cidade de Luciara eu andava a pé e não usava o veiculo e nunca fui para Cáceres de carro, mas sim de ônibus.
É brincadeira o que você na primeira frase. Eu sei se tu sabes que o Campus de Luciara e os outros que possuem o Projeto Parceladas são conveniados com as prefeitura municipais da região. O senhor Luis Paiva não ia atrás das prefeituras para que elas pagassem os convênios. Quando assumi o cargo não tínhamos nenhum convênio assinado. Foi por esse motivo que os alunos revolveram propor minha candidatura para direção já que na maioria das viagens que realizei com o meu dinheiro procurei reunir os alunos e os políticos com objetivo de recuperar os convênios e passar a receber o dinheiro.
Recuperei boa parte do dinheiro devido pelos prefeitos, mas no caso do Uslei ficou devendo mais ou menos R$ 8.000,00(oito mil reais). Era muito difícil negociar com eles por os alunos/professores, pois os mesmos se articulavam entre si para conseguir comida e transporte. Não foi por acaso de gastei uma boa grana de meu bolso para construir um pequeno restaurante com a finalidade de acabar com esse jogo de interesse e troca de votos.
Enquanto diretor do Campus posso afirmar que somando o salário e as diárias recebidas durante o ano a média final dava mais ou menos uns vinte salários mínimos. Uma boa parte gaste naquele campus, pois eu era solteiro e não participava de nenhuma festa já que não bebo e nem fumo.
Antes de vir para região só trabalhei, estudei e algumas vezes joguei futebol do lado da minha casa já que morava na roça. Vou dizer uma coisa que até não falei para ninguém. Nunca tive uma namorada na minha vida. Minha primeira namorada foi a Luiza.
Consegui juntamente com meu pai comprar uma casa de madeira em decorrência de um acidente que ele sofre ao perder três dedos da mão quebrando pedra com marreta e eu trabalhava em um supermercado.Ajudei a pagar as parcelas do dono exigiu de nós e com tempo transformei a referida casa em alvenaria e antes de vir para Porto Alegre do Norte comprei todo o material para construir uma casa melhor para os meus pais.

Data: 15/10/2016

De: Ienes

Assunto: Gozanga

Tudo bem, só me expliquei uma coisa, como que vc com um salário de profrssor consseguiu arrumar tanto dinheiro pra fazer o que vc meo relatou que fez?

Lembro de vc sendo cordenador do campos da UNEMAT em Luciara, sempre de carro com motorista e tudo.

Data: 13/10/2016

De: Luis Gonzaga Domingues

Assunto: luisodomingues@hotmail.com

Eu estava escrevendo e ouve um problema no site.Na verdade não conheço você e nem quero conhecer. Você procure o Diácono Zecão e Bispo Dom Pedro da Igreja Católica e várias outras pessoas que conheço em São Félix do Araguaia e fale sobre minha pessoa. Você quer saber minha história ou discutir ciência comigo?. Eu pessoalmente discuto e participo de qualquer debate sobre qualquer da ciência e de diferentes teorias. Você não leu o que escrevi no texto ou está se fazendo de besta. Sou o maior defensor dos direitos das mulheres, mas existe pessoas do sexo feminino que precisam se atualizar. Olha! Quanto erros de português nas frases escrita pela sua pessoa. Não consegue escrever pequenos textos. Aliás, você deveria escrever sobre as mulheres, conforme e eu procurei escrever. Vou mudar o assunto.
Cheguei em Porto Alegre do Norte juntamente com uma colega formada em português e veterinária no início de 1989 e morei cinco anos na cidade. Naquela época não existia computador, tablet, telefone celular, impressora, etc. Para receber nosso salário levávamos mais 8 meses. Com objetivo de oferecer uma aula de qualidade termos de conteúdos, metodologias, recursos didáticos eu gastava uma boa parte do que ganhava. Também gastava por do salário indo nas reuniões em Cuiabá, pois o mesmo não possuía infra estrutura e nem dinheiro para bancar os encontros e eventos. Pagávamos toda a despesa com transporte e alimentação da viagem. Nessa época, eu era solteiro e gastei muito dinheiro com material pedagógico na escola Alexandre Quirino de Souza, como por exemplo, matriz, álcool, folhas A-4, etc.
Em 1992 morei em São Félix do Araguaia, quando o prefeito Baú e sua secretária de Educação prometeram nos ajudar com alimentação sendo que jamais cumpriram.
O Edgar que era Diretor da Escola Fragelli e sua mãe é que bancaram a despesa com alojamento e alimentação. Dessa maneira, não suportamos ficar muito tempo dependendo de ajuda da direção da escola e fomos embora.
Em 1998 passei no teste para trabalhar na UNEMAT como coordenador pedagógico. NO entanto, o senhor Luís Paiva abandonou a Universidade e foi morar em São Félix sem pagas as contas e melhorar a infraestrutura do Campus. Não fez nada no em termos de infra-estrutura e em relações outras atividades previstas no Projeto Parceladas.
Gastei mais de 50 mil reais naquele projeto e você vem me dizer que não fiz nada! Eu tenho um relatório escrito e nos meus computadores que posso enviar parte dele por email e outro pelo correio.
Eu te pergunto em que gestão foi construído o ginásio de esporte, a biblioteca, sala com 100 metros quadrados, sala de professores, banheiros, restaurante, efetivação de funcionário, quarto para alojamento, laboratório de informática, material permanente, computadores, sala para direção, geladeira, mesas, cadeiras(que não tinha), projeto cultural(teatro) com uma pessoa formada pela UNB/Brasília, carro novo, dinheiro colocado no orçamento da Unemat Central para pagar as despesas básicas, realizamos quqtro cursos de pós-graduação em parceiras com as principais Universidades Brasileiras, pagamento de despesa com meu dinheiro dos professores coordenadores pedagógicos do Campus nas viagens realizadas na região que nunca me devolveram a grana e de voadeiras para os professores que ministravam aula. Você quer mais!. Paguei despesa de aluo que estava doente durante uma das etapas, pois o casal não podiam ficar junto com colegas nos hotéis da cidade de Luciara, O senhor Luís Paiva deixou um dívida de alimentação no restaurante do Zé Pequeno no valor de 1 mil reais e eu tive que pegar emprestado no Banco Brasil em São Félix para pagar. Esse individuo juntamente com o senhor Luis Antônio acabaram com video cassete do Campus do tal do Zé Pequeno , sendo que sobrou para mim pagar conta. Fui ameaçado de morte pelo Zé Pequeno devido dívida deixada pelo diretor anterior. Nessa época casei com a Luiza Fernandes de São Félix, mas jamais informei os valores gastos na minha gestão..
No relatório tem muito mais informações sobre a minha administração.
Na minha particular eu quero te passar algumas dados ou informações, logo baixo;
- Dei três casas para minha família- por isso casei com 42 anos. Somente trabalhava, estudava, participava da sociedade local, mas não me divertia com afazem maioria dos jovens.
- Ajudei meus cunhados dando geladeiras para o meu sogro e o restante das família.
-Ajudei uma família o ano todo com dinheiro aqui em Agua Boa;
- Contribui várias vezes na escola com as famílias pobres;
-Compre vários livros e doei na escola, no dia da mulheres e para alunos até da zona rural.
-Contribuo com uma Senhora que possui seis filhos, sendo que cada tem um pai diferente com material escolar, roupa, guarda roupa, comida.
Obs.; Levei muitos golpes de pessoas sem carácter que me pediram dinheiro e nunca me pagaram.
Ex.: Um sulista me vendeu uma pequena propriedade(1989) e jamais me entregou a mesma na entrada do município da Canabrava do Norte.
-Adiantei o pagamento dos serviços de um dentista em Luciara, mas ele fugiu com dinheiro.

Mande seu email e o endereço.
Não cheguei nem na metade da minha história na região, Santa Maria e no Brasil.

. Minha família é muito pobre, sendo que tenho uma irmã que trabalha de empregada doméstica a 55 anos na mesa casa.

Data: 13/10/2016

De: Luis Gonzaga Domingues

Assunto: luisodomingues@hotmail.com

Na verdade não você e nem quero conhecer. Você faz o seguinte procura o Padre Zecão e Bispo Dom Pedro e converse com eles sobre a minha pessoa a

Data: 13/10/2016

De: Ienes

Assunto: Fala Gozaga.

Sr. Luiz Gonzaga, você foi diretor da UNEMAT, foi do campos Luciara, então conheço sua filisofia, que é ficar citando grandes intelectuais e grandes pessadores, mais na realidade nada fez e nada faz, para o melhoramento da coletividade, e faz sim pelo seu próprio, o que não é errado. Porem não me venha com esse discrusso que vc vive em prol de uma sociedade. Mostra pea mim uma benfeitoria feita por vc em prol desse povo? Uma atitude tomada por vc que ajudasse o povo de Porto Alegre ou Lucuara? Categoricamente afrimo que vc udou esse povo como trampolim para seu beneficio.

Data: 12/10/2016

De: Luis Gonzaga Domingues

Assunto: luisodomingues@hotmail.com

Dona Ienes até você não escreveu uma frase se quer defendendo os direitos das mulheres e apoiando -se em teorias de Simone e Sartre. Ou você não sabe nada e nunca leu nada sobre o movimento feminista iniciado na Europa. Eu estou fazendo a defesa dos direitos das mulheres e vocês com um português com problemas graves querem me acusar de narcisista. Realmente é falta de conhecimento. Eu convivi com várias mulheres em diferentes cidades, entre elas, Porto Alegre do Norte(1989-1993) e outros lugares do Brasil que eram super informadas, cultas e preparadas para o debate de seus direitos e agora você vem dizer que estou falando besteira. É só o que faltava.
Bom! Após o golpe da ultra direita que com certeza muitas de vocês apoiaram realmente não devo continuar a fala sobre esse tema. Se defender os direitos das mulheres é errado chego a conclusão que a maioria das mulheres de São Felix são todas a favor do machismo e consequentemente da opressão. Leiam as frases que vocês escreveram. Elas possuem muitos erros de português. Não defendem nada. Não argumentam. E não buscam apoio de nenhum autor importante para se contrapor as minhas ideias que são favoráveis as mulheres. Simplesmente porque nunca leram os livros da Simone, Sartre e outros grandes pensadores. Então! Tchau. Vão ler primeiro e depois escrevam com consistência, argumento e apoiadas em teorias de grandes intelectuais. E ainda me chamam de narcisista, sendo que estou defendendo os intelectuais e grandes pensadores que defendem uma sociedade mais diversa e sem exploração da mulheres. Acredito que você precisam estudar um pouco mais. Eu fui Diretor da UNEMAT e estudei na melhores Universidades Brasileiras.

Data: 11/10/2016

De: Ienes

Assunto: Rosa

Luiz Gonzaga, parafraseando Caetano Veloso " é que narciso acha feio o que não é espelho"


Cheguei a conclusão que vc é um auto admirador, não tenho como discutir com narcisista. Fui....

Data: 10/10/2016

De: Luis Gonzaga Domingues

Assunto: luisodomingues@hotmail.com

Dona Ienes eu não entendi as palavras escritas por você. Elas estão escritas erradas. Se você soubesse parte da minha história de vida e de participação na sociedade tu irias ter que te preparares mais um pouco para me enfrentar. Eu realmente não quero mais ninguém. Cansei de ouvir pessoas que não lêem e ainda querem ficar "falando", "falando" e não dizem nada. Com certeza eu posso aprofundar mais sobre a luta das mulheres, mas depois desse golpe da ultra direita no governo federal, penso que o povo deve é se lascar. Usei uma palavra simples já que os pobres votaram nos políticos mais ricos do Brasil. Tem mais que se ferrar. Passei mais 40 anos lutando contra a exploração dos pobres e das mulheres. Sabe o que eu ganhei? Dívidas e inimigos como fala minha esposa Luiza Fernandes Oliveira.
Agora se você entendeu o que escrevi realmente está com dificuldade de interpretação de texto. A cor rosa significa educar a menina para submissão, dirigir fogão, tratá-la como ser inferior, impedir que mesma pense politicamente, submeta ao sexo oposto e assim por diante.

Data: 09/10/2016

De: Ienes

Assunto: Outubro Rosa

Amigo Luiz Gonzaga se for discutir é pra chegar em uma conclusão plausível compartilhar conhecimento, agora disputar conhecimento igual vc fez o vonvite, o que tenho a te dizer é o seguinte: o meu conhecimento é pra compratolhar e não didputar.

1 | 2 >>

Novo comentário