07/10/2016 - Pai separado pega o filho para passear, foge com a criança e acaba preso

07/10/2016 - Pai separado pega o filho para passear, foge com a criança e acaba preso

O bacharel em direito Mario Angelo Moreto, 34, funcionário da empresa Eletronorte em Sorriso, pai de T.H.F.M., 7, há 10 dias pegou o menino, que mora com a mãe em Cuiabá, para um passeio e se negava a devolvê-lo.

No início da tarde, ele acabou sendo preso, na entrada de Cuiabá. O filho foi entregue à avó.

A mãe, Luana Laura dos Anjos Fantins, 34, que é bancária na capital, viveu dias de intensa agonia com o "sumiço" da criança.

Ela se separou, há cerca de dois anos, de Mario Angelo alegando que era agredida por ele. Uma das agressões ocorreu em uma agência bancária, ou seja, publicamente.

O casal morava em Sorriso, após a separação ele ficou na cidade e Luana voltou para Cuiabá.

Desde então, ela procura manter distância dele. Tem inclusive uma medida protetiva contra o ex-marido, para que ele não possa se aproximar dela.

No entanto, assegura que, com relação ao filho, nunca colocou obstáculo à convivência deles.

O advogado de Luana, Everton Benedito dos Anjos, explica que no dia 26 de outubro o acusado chegou em Cuiabá e pegou o menino para passear. Disse que no dia seguinte, dia 27, devolveria à avó, já que não pode se aproximar da ex-mulher. "Não fez isso e argumentou que na quarta, 28, devolveria, mas desde então sumiu, sem falar nada foi para Sorriso e se nega a devolvê-lo", reprova o advogado.

A mãe de T. soube que o filho estava com o pai em Sorriso e foi para lá. Acabou tendo o carro apedrejado pelo ex o que gerou um boletim de ocorrência.

No registro policial, consta que Luana, a mãe dela e o atual namorado seguiam em um Corolla cinza, quando foram "fechados" por uma Pick up Strada branca, onde estavam Mario Angelo, ao volante, e um amigo dele, Volmir Baú, no carona. Narra o boletim que Volmir jogou pelo menos duas pedras no Corolla e em uma delas o motorista quase perdeu o controle do volante.

Em meio a este conflito, um oficial de justiça chegou a ir à casa de Mario Angelo, em Sorriso, para buscar o menino, mas ele se recusou a entregá-lo.

A Polícia de Sorriso está fazendo diligências atrás do pai da criança com mandado de prisão em aberto contra ele.

O advogado Vanderlei Cunha, que representou Mario Angelo na ação a que ele respondeu impetrada pela ex-mulher para que pagasse pensão alimentícia ao filho, disse ao GD que não fala com o cliente há alguns dias.

"Quando falei com ele, me disse que estava com o filho mas com o consentimento da mãe, que tinha mandado um e-mail para ela e ela autorizou e que esta é a semana do aniversário dele e que queria passar com o filho. Mas não estou ciente do agravamento desta situação e então, antes de me manifestar, preciso tentar falar novamente com ele, inclusive para saber se vou continuar a representá-lo", explicou o advogado.

Na ação de alimentos, as partes fizeram um acordo, que, de acordo com as defesas das partes, está sendo cumprido desde 6 de julho deste ano.

 

 

Keka Werneck, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário