07/10/2016 - Após 30 dias, bancários aceitam proposta e retornam aos serviços nesta sexta-feira

Após 30 dias, a greve dos bancários em Mato Grosso chega ao fim com a normalização dos serviços nesta sexta-feira, 7 de outubro. Em assembleia realizada na noite de hoje, 6, os profissionais deliberaram positivamente a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) de aumento de 8% e ainda o pagamento de bônus salarial de R$ 3,5 mil. Em todo o Estado, 280 agências suspenderam às atividades prejudicando o comércio. Na capital, a estimativa é de recuo de até 50% em decorrência do mais longo protesto registrado desde o ano de 2004.

 

De acordo com o Sindicato dos Bancários em Mato Grosso, a categoria considerou os avanços sugeridos, como o no vale-alimentação, em que o reajuste proposto é maior, de 15% e no vale-refeição e no auxílio creche/babá é de 10%. Para 2017, a Fenaban aceitou repor integralmente a inflação (INPC/IBGE) mais 1% de aumento real nos salários e em todas as verbas e por isso os servidores das instiuições privadas e públicas deliberaram pelo encerramento dos protestos.

Segundo a categoria, um avanço apontado, nesta campanha, foi sobre o debate em defesa do emprego. Neste tema, a Fenaban garantiu a instalação de um Centro de Realocação e Requalificação Profissional nos bancos, com participação bipartite. O projeto vai buscar realocar os funcionários ameaçados pela reestruturação em um determinado local, criando possibilidades de serem transferidos para outras áreas da própria instituição e assim evitar demissões.

A direção dos bancos concordou ainda em em implantar a licença-paternidade de 20 dias, conforme lei sancionada neste ano, durante o governo Dilma Roussef.
 
 

Da Redação - Patrícia Neves