07/12/2015 - Justiça manda prender 'laranja' de Eder por ocultar documentos

07/12/2015 - Justiça manda prender 'laranja' de Eder por ocultar documentos

Apontado como laranja do ex-secretário de Fazenda, Eder Moraes (PHS), o empresário do ramo de factoring, Celson Luiz Duarte Bezerra, foi preso nos desdobramentos da Operação Ararath depois que a Justiça Federal expediu um mandado de prisão preventiva contra ele no final do mês passado. A ordem foi cumprida um dia depois da 8ª fase da operação deflagrada no dia 25 de novembro.

Um dos argumentos utilizados pelas autoridades envolvidas nas investigações é de que ele tentava prejudicar os trabalhos da Polícia Federal e Ministério Público Federal que trabalham em conjunto na investigação dos crimes contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro.

Na 8ª fase da Operação, foram expedidos 5 mandados de busca e apreensão e 7 mandados de condução coercitiva que foram cumpridos em Cuiabá e Chapada dos Guimarães. Celson estava entre as pessoas levadas “à força” para serem interrogadas na sede da Polícia Federal. À ocasião também foram ouvidos coercitivamente o ex-secretário Eder Moraes e sua esposa Laura Tereza da Costa Dias.

No entanto, os agentes federais investigaram que quando a equipe chegou à residência do empresário, ele teria entregado alguns documentos para a empregada que deixou o imóvel pelos fundos, mas foi abordada por policiais federais que estavam nas imediações da casa.

Assim, o fato foi comunicado aos delegados que conduzem as investigações e houve a representação por sua prisão que foi decretada pelo juiz federal Paulo Sodré que substitui Jeferson Schneider durante as férias do titular da 5ª Vara Federal. Celson foi levado para o Centro de Custódia de Cuiabá. 

 

 

Redação do GD