08/01/2016 - Polícia faz reconstituição da morte de enfermeiro no Araguaia

08/01/2016 - Polícia faz reconstituição da morte de enfermeiro no Araguaia

A Polícia Técnica de Goiás realizou quinta-feira (07/01) a reconstituição do acidente doméstico que levou a morte posteriormente o enfermeiro Leonídio Borges Leal, 69 anos, na cidade de Aragarças-GO. 

 

O delegado Ricardo Galvão acompanhou toda a reconstituição e salientou que o enfermeiro faleceu em função de um traumatismo craniano, que a viúva afirma que foi numa queda que ele bateu a cabeça. Todavia essa versão não é aceita pelos filhos do enfermeiro que pediram uma investigação sobre o caso.

 

“Nós abrimos o inquérito para dirimir algumas dúvidas como ocorreu esse acidente, se foi uma queda ou se foi alguma pancada na cabeça do enfermeiro”, frisou o delegado.

 

A polícia apura também porque demoraram um dia para levar o enfermeiro até hospital fato que pode resultar em omissão de socorro. “Sim esse é outro questionamento que temos que esclarecer”, ponderou o delegado. A viúva que participou da reconstituição não quis falar com a imprensa.

 

O enfermeiro estava aposentado há um ano pelo estado e atuou no passado pela Funai e prefeitura deBarra do Garças. Formado pela UFMT em 1980, Leonídio acompanhou a implantação de vários programas de saúde na Barra como de combate a hanseníase e a dengue.

 

O resultado da reconstituição deve ficar pronto dentro de 30 dias. A viúva Leonídio não quis falar com a imprensa sobre o caso.

 

 

 

Ronaldo Couto

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário