08/02/2013 - Zoio sai do hospital e diz que vida é o maior troféu da carreira

Matogrossense agradeceu apoio dos fãs e disse que está ansioso para andar de moto. Antes de voltar para casa, faz novos exames no Rio de Janeiro e inicia fisioterapia motora imediatamente

O piloto da equipe J99, Henrique Balestrin, o Zoio, saiu esta tarde (07.02) do Hospital Municipal Miguel Couto, no Rio de Janeiro, onde estava internado desde o dia 12 de janeiro por conta de um grave acidente durante os treinos para a Copa Brasil de Freestyle Motocross.

Acompanhado da família e do amigo Gilmar “Joaninha” Flores, Zoio agradeceu pelo apoio que recebeu dos fãs e amigos, principalmente por meio das redes sociais.

É verdade quando dizem que são nos momentos difíceis que a gente se supera e repensa sobre a vida. Tudo isso serviu para eu me aproximar da minha família, com quem quero ficar mais tempo, e também dos fãs, que foram fundamentais para a recuperação. Logo que consegui, acessei as redes sociais e vi o enorme carinho que tiveram comigo. Sou eternamente grato e saio fortalecido com isso e ansioso para andar de moto”, disse, revelando que a esposa Camila espera o segundo filho do casal.

O acidente, durante a tentativa de um backflip, causou lesões nos pulmões, na coluna cervical e no cérebro do piloto. Após 27 dias de internação, sendo 10 deles em coma induzido, Zoio saiu do hospital mais magro e com dificuldade para falar, causada por uma traqueostomia (cirurgia no pescoço para dar acesso à traqueia).

O peso eu recupero fácil e a fala melhora naturalmente com o tempo. Esses são obstáculos pequenos diante dos que já superei. Tenho certeza de que ganhei o melhor troféu da minha carreira: a vida”, enfatizou.    

Zoio ainda fica no Rio de Janeiro pelo menos até depois do carnaval. Ela vai fazer testes neuropsicológicos por três dias para avaliar a compreensão e raciocínio.

“São exames para saber se ele teve funções intelectuais atingidas e, se teve, quais as ações devem ser tomadas para recuperar”, explicou o chefe do serviço de neurocirurgia do Hospital Municipal Miguel Couto, Ruy Monteiro.

De acordo com o médico, as funções motoras não foram atingidas. Embora tenha perdido massa muscular, Zoio anda e só precisa de fisioterapia (já prescrita) para voltar à forma. Monteiro destacou que o uso dos equipamentos de segurança garantiu a vida do piloto.

 

Zoio agradeceu pelo apoio que recebeu dos fãs e amigos

 

Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário