08/03/2016 - Prefeito é convocado a andar de 'busão'

08/03/2016 - Prefeito é convocado a andar de 'busão'

O arquiteto Abilio Brunini, 31, idealizou uma campanha nas redes sociais para mostrar o caos que se encontra o transporte coletivo de Cuiabá. Com o nome 'Vem com a gente no Busão', já teve mais de 10 mil visualizações e compartilhamentos.

Ele convida o prefeito e os vereadores de Cuiabá a andar um dia de ônibus, para ver a situação que a população enfrenta todos os dias. "Mauro vem andar com a gente, hoje às 18h na linha 721 que vai até o bairro Pedra 90, para ver se vale a pena os R$ 3,60. Eu pago a sua passagem", destaca o arquiteto?

Abilio conta que começou esta campanha para conscientizar a população a pensar nas eleições deste ano. Porque só assim é que o prefeito Mauro Mendes irá tomar as medidas cabíveis para melhorar o transporte coletivo do município. "Uma frota velha e que vive dando problema, poucos ônibus com ar condicionado, e péssima acessibilidade, só uma integração, e R$ 3,60 é justo?", questionou.

O arquiteto afirma que começou a fazer as linhas mais precárias para mostrar ao prefeito que o aumento da tarifa é desproporcional e um descaso total com a população que precisa destes transportes. " Me desculpa prefeito, justo foi investir em frotas de luxo para carros oficiais da prefeitura. Vem andar de busão com a gente e avalia se é justo os R$ 3,60 que vossa excelência aumentou".

Abilio mostra os vídeos da campanha passada onde o prefeito Mauro Mendes alega que iria melhorar as condições do transporte coletivo e da saúde em Cuiabá. 

 

"Eu comecei a fotografar os passageiros perguntando se realmente vale os R$ 3,60 para o prefeito e a partir de hoje vou fazer os vídeos. Porque já tentei várias vezes marcar uma reunião com ele e até hoje não obtive resposta. Além disso, também criamos um abaixo-assinado com o repúdio no aumento das tarifas, caso as pessoas queiram assinar é só entrar neste link: https://www.change.org/p/prefeitura-de-cuiab%C3%A1-rep%C3%BAdio-ao-aumento-da-tarifa-em-cuiab%C3%A1?source_location=petitions_share_skip.

O arquiteto destacou que o prefeito só abaixou os R$ 0,20 (vinte centavos) porque o governo isentou o ICMS, e isso não é justo. Porque ele havia dito que só aumentaria a passagem dos ônibus se os donos das empresas renovassem a frota. Mas até agora está do mesmo jeito.

A estudante, Ellen Ranzulla, também criticou os transportes coletivos de Cuiabá e disse que só quem passa por isso é que sabe a tortura que é andar nos ônibus. "Somos tratados pior que animais, porque até para carregar animais tem limite e nos ônibus de Cuiabá não, isso é uma vergonha. Se você andar sem cinto no seu carro ou com mais pessoas que o liberado você é penalizado e toma multa. E porque isso não acontece nos ônibus?".

Ellen informa que para ir para a faculdade ela tem que esperar 1 hora no ponto de ônibus, e além disso o transporte vem lotado e muitas vezes o motorista nem para no ponto. "Esta situação é humilhante, porque este transporte coletivo passa por 4 universidades e não tem nem ar condicionado, muitas vezes até passamos mal dentro do ônibus com falta de ar. Além disso, ainda tenho que pagar R$ 3,60 para andar nesta porcaria", desabafou.

 

Soraya Medeiros, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário