08/03/2016 - Membros de quadrilha responsável por 90% dos roubos de Cuiabá entram com novo pedido de HC no STJ

08/03/2016 - Membros de quadrilha responsável por 90% dos roubos de Cuiabá entram com novo pedido de HC no STJ

Felipe Figueredo Santos e Andrea Cristina Moura Figueredo Santos, membros da quadrilha responsável por 90% dos roubos em Cuiabá, entraram com novo pedido de liberdade no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Os HCs foram protocolizados na tarde desta segunda-feira (07) e distribuídos ao ministro Jorge Mussi, da quinta turma, e que já negou, em decisão anterior, datada em 08 de janeiro, a liberdade para os dois.

Os dois já tiveram liberdade negada em instância inferior, no dia 23 de dezembro de 2015, pela magistrada Serly Marcondes Alves, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT). 

Felipe Figueredo e Andrea Figueredo são membros de uma quadrilha que foi desarticulada em 18 de dezembro de 2015, durante a operação Mercatore, que contou com a participação de um policial civil, advogado, servidores públicos e uma bancária. 

As investigações da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf) apontam que a organização, que conta com outros 18 integrantes, foi responsável por 90% dos roubos em Cuiabá. Em apenas dois meses, a movimentação foi de R$ 1,7 milhão.

A organização atuava no Shopping Popular de Cuiabá, onde os produtos roubados eram vendidos: “A base territorial da quadrilha era o Shopping Popular de Cuiabá. Eles conseguiam movimentar grande capital, escondendo a verdadeira natureza. Ali não funcionava só o box. Eram grandes empresários do crime, pelo valor, obvio que eles não eram vendedores de muamba”, comentou a delegada responsável pelo caso, Elaine Fernandes, da Derf.

 

 

 

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira