08/07/2014 - Saída de Neymar deixa buraco, e Felipão pode mudar esquema

Willian, Bernard, Luiz Gustavo, Ramires e Henrique aparecem como opções para substituir o camisa 10 contra a Alemanha. Atacante não joga mais na Copa do Mundo

 
 

Passada a vitória contra a Colômbia, é hora de Felipão quebrar a cabeça para escalar a seleção brasileira para o duelo contra a Alemanha, na próxima terça-feira. Se o substituto de Thiago Silva, suspenso, dificilmente deixará de ser Dante, para a vaga de Neymar, fora da Copa por conta de uma fratura na vértebra, Scolari tem um leque de opções.  

A ausência de Neymar era inesperada. Em nenhum momento Felipão cogitava ficar sem seu melhor jogador. Pego de surpresa, terá de escolher um substituto. Até mesmo uma troca de esquema não está descartada.   

As opções mais simples, talvez, sejam as entradas de Willian ou Bernard, que jogam em posições parecidas. O meia-atacante do Chelsea, no momento, talvez desponte como favorito para a vaga do camisa 10. No Estádio Mané Garrincha, em Brasília, na véspera do duelo contra Camarões, Scolari simulou situações com reservas nos lugares dos atletas pendurados com cartões amarelos (caso de Neymar), e Willian foi o escolhido. Ele costuma jogar pela esquerda – posição de Neymar - na Inglaterra.   

Menino dos olhos de Felipão na Copa das Confederações, Bernard parece já não encantar o técnico como antes. O jogador entrou no decorrer dos dois primeiros jogos contra Croácia e México e não teve mais oportunidades na Copa do Mundo. Ele também costuma jogar pelo lado esquerdo e é um jogador de dribles e velocidade, como Neymar. Caso a chance apareça, Bernard garante estar pronto.    

- Temos que agir naturalmente. O Neymar faz a diferença, mas nenhum jogar é insubstituível. Temos jogadores que podem entrar e corresponder. Estou pronto. Jogador em uma semifinal  de Copa do Mundo tem que estar preparado. Nós sabemos das nossas responsabilidades. A oportunidade pode aparecer. E caso isso aconteça, estarei preparado – disse Bernard. 

Outra opção será a entrada de Ramires. Com o volante, que vem entrando constantemente no lugar de Hulk e atuando quase como um atacante pela direita, o camisa 7 seria deslocado para a esquerda. O jogador já está acostumado com a posição, uma vez que esporadicamente ele inverte lados com Neymar no decorrer das partidas.

Mudança no esquema   

Sem Neymar, no entanto, Felipão pode optar por mudar o esquema. Com o retorno de Luiz Gustavo, ausente contra a Colômbia por conta de uma suspensão, Scolari pode optar por reforçar o meio-campo. O volante voltaria ao time para dar suporte à defesa - que não terá Thiago Silva -, e daria mais liberdade à dupla Paulinho e Fernandinho, que foi bem nesta sexta-feira.   

Outra possibilidade mais remota é a escalação de três zagueiros, com Henrique entrando para jogar ao lado de Dante e David Luiz. Com isso, os laterais ganhariam mais liberdade para apoiar, assim como Oscar, que se aproximaria de Hulk e Fred no ataque.    

A julgar pelas últimas atitudes de Felipão, provavelmente o torcedor brasileiro só saberá de sua escolha no dia do jogo contra a Alemanha. A tendência é que o treinador faça suspense até terça-feira, até para não dar armas ao adversário.

 

Por 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário