08/08/2014 - “Eles que se engalfinhem enquanto eu apresento propostas”, afirma Lúdio sobre rivalidade entre Riva e Taques

Apesar de ser o candidato ao Governo de Mato Grosso pelo grupo situacionista e ter em sua coligação – “Amor à Nossa Gente” – a maioria dos grandes partidos do Brasil, o médico e ex-vereador Lúdio Cabral (PT) tem ficado de fora do foco da troca de farpas da disputa sucessória. E, para quem imaginava Ludio aborrecido por não ser tão atacado, por conta da rivalidade histórica de outros dois candidatos – José Riva (PSD) e José Pedro Taques (PDT), o petista tem considerado isso como vantagem.

“Deixe eles se engalfinharem, se atacarem, arrancarem os cabelos um do outro, enquanto eu apresento proposta para a população”, afirmou Lúdio, com um sorriso no rosto, antes de uma das suas caminhadas pelo Centro de Cuiabá. Conhecido por ser um “político da paz”, Lúdio explicou preferir ficar de fora de brigas, até como forma de se preservar, e focar no plano de governo e na criação de metas de melhorias do estado para apresentar ao povo.

Enquanto o petista mantém essa postura, a disputa tem sido polarizada entre dois candidatos que podem ser avaliados como opostos: José Riva (PSD), político com três décadas de experiência, a fama de ser o deputado que mais trabalha pelo Estado e algumas condenações judiciais; e Pedro Taques (PDT), senador de primeiro mandato com discurso anticorrupção e ex-procurador da República co-responsável pela prisão do bicheiro e chefe do crime organizado em Mato Grosso João Arcanjo Ribeiro.

Contudo, o petista também deixou um aviso: “Mas não mexam comigo, pois vou responder sempre que preciso. Campanha da paz, sempre, mas ficar calado nunca”.Exemplo disso ele deu quanto Taques atacou a administração feita pelo Partido dos Trabalhadores há uma década na Secretaria de Estado de Educação (Seduc), pouco antes das convenções partidárias, chamando a educação mato-grossense de “quitanda do PT”. 

“Quitanda é a Saúde de Cuiabá”, sentenciou Lúdio, só de começo, no ataque verborrágico a pasta municipal comandada pelo PDT desde o início da gestão do prefeito Mauro Mendes (PSB), em 2013.

 

 

Da Redação - Jardel P. Arruda

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário