08/09/2011 - Posto fiscal tumultua pontes na divisa e população pressiona Sefaz

A população de Barra do Garças, município localizado a 503 km de Cuiabá, voltou a pressionar a Secretaria de Fazenda (Sefaz) com objetivo de retirar o posto fiscal de Pontal do Araguaia, localizado na divisa de Mato Grosso e Goisás.

A retirada é uma das alternativas apontadas para resolver o problema de congestionamento de carretas nas pontes Garças e Araguaia, localizadas entre os municípios de Barra do Garças e Aragarças (GO), enquanto não é construído o anel viário.

Passam pela cidade de Barra do Garças aproximadamente mil carretas por dia, congestionando o trânsito local e a travessia entre os dois estados. O diretor de Arrecadação da Sefaz, Gilson Nogueira, e o superintendente de Trânsito da Sefaz, Jéferson Delgado, estiveram nesta terça-feira (6) no município para ver a possibilidade de retirar o posto.

A primeira proposta seria retirar totalmente o posto. A outra seria manter apenas uma fiscalização para os veículos que adentram o estado e fixação de unidades volantes nas demais entradas de Barra.

Os técnicos da Sefaz não deram muitas esperanças de retirar totalmente o posto fiscal de Pontal pelo fato de estar na divisa de MT e GO, porém acreditam que é possível diminuir as ações naquela unidade para tornar o serviço mais rápido. A reclamação é a fila de carretas fechando o trânsito da cidade, sistema de autenticação de notas lento e falta de funcionários no posto.

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Régis, acha interessante criar mais unidades para atender, todavia ele acha que a solução definitiva é o anel viário.

 

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

OS COMENTÁRIOS É DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS INTERNAUTAS QUE O INSERIR. O REPÓRTER DO ARAGUAIA ONLINE RESERVA-SE O DIREITO DE NÃO PUBLICAR MENSAGENS COM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO, PUBLICIDADE, CALÚNIA, INJÚRIA, DIFAMAÇÃO OU QUALQUER CONDUTA QUE POSSA SER CONSIDERADA CRIMINOSA. OS COMENTÁRIOS QUE CONTER NOS ITENS CITADOS ACIMA SERÃO EXCLUÍDOS. TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO ARQUIVADOS ATRAVÉS DO IP E SERVIRÃO DE PROVAS CONTRA AQUELE QUE USAR ESTE MEIO DE COMUNICAÇÃO.