08/10/2015 - URGENTE: TCU rejeita “pedaladas” de Dilma dando base jurídica ao impeachment

Conforme a expectativa da imprensa, o Tribunal de Contas da União rejeitou por 9×0 as contas de Dilma para o ano de 2014. Com isso, tem-se o argumento jurídico para se justificar a abertura de um processo de impeachment da presidente por ter infringido a Lei de Responsabilidade Fiscal. O principal ponto dizia respeito às “pedaladas fiscais”, uma espécie de “cheque especial” que o Planalto usou junto a bancos públicos para sustentar projetos durante a reeleição da petista, e isso é expressamente proibido pela LRF. No voto relatado por Nardes, são citadas cifras que chegavam a R$ 2,3 TRILHÕES em passivos e contingentes não contabilizados. Agora o parecer do TCU será enviado à Câmara, cabendo aos parlamentares respeitarem a Constituição e tirarem o PT da Presidência da República do Brasil.

 

 

Por Marlos Ápyus | Tópicos 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário