08/10/2016 - Aqui nasce o Araguaia: vídeo da Dema clama por preservação

08/10/2016 - Aqui nasce o Araguaia: vídeo da Dema clama por preservação

Em 1999, o delegado Luziano de Carvalho assumiu pela primeira vez a titularidade da Dema (Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente). Desde então, entre idas e vindas, ele contabiliza quase 15 anos à frente da Especializada e se tornou um ícone da Polícia Civil na luta pela preservação e pela conscientização a respeito da causa ambiental.

Em meio a inúmeras investigações e trabalhos desenvolvidos pela Dema, a preocupação do delegado com o rio Araguaia sempre foi evidente: “O rio Araguaia não é apenas um patrimônio ambiental dos goianos. Ele é importante inclusive no campo econômico. Nenhuma vantagem econômica será obtida com a destruição do rio”, comenta.

Esta semana a Dema divulgou um vídeo produzido com imagens do rio Araguaia e de sua nascente. O objetivo de Luziano é provocar a reflexão de todos e destacar a importância da preservação de nascentes. “O desmatamento é o pior dano do cerrado. E a preservação das nascentes fará com que o rio continue sendo alimentado por outros cursos d’água. Por isso que a Polícia Civil tem buscado conversar com os produtores e com a comunidade em geral mostrando a necessidade do cercamento dessas áreas”.

Outra questão que preocupa o titular da Dema é a captação de água diretamente do leito do rio Araguaia. “Muitos produtores têm autorização para essa captação, mas a Polícia Civil está questionando os órgãos competentes e solicitando à Secima (Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos) que suspenda essas licenças até que se comprove que efetivamente não está havendo nenhuma lesão ao meio ambiente”, explica.

Luziano ressalta que medidas protetivas devem ser tomadas imediatamente e conclui: “Depois que o rio estiver seco, alguém vai chegar com milhões, bilhões, trilhões de reais para a recuperação, mas aí será tarde demais”.

Acesse o link 
abaixo confira o vídeo “Aqui nasce o Araguaia” www.youtube.com/watch?v=SzZU0rTFl7k

 

 

 

 

Assessoria Policia Civil de Goiás

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário