08/12/2015 - Vereador denuncia que foi obrigado assinar carta de renúncia para suplente assumir

A Polícia Civil de Barra do Garças sob comando do delegado regional Adilson Gonçalves de Macedo nesta segunda-feira (07/12) está em Torixoréu apurando denuncia do vereador Ronivaldo Antônio da Silva, o Preguinho (PSD), que alega que foi ameaçado para assinar uma carta de renúncia e dar posse ao suplente Admilson Vilela, também do PSD. 

De acordo com Preguinho, ele foi procurado pelo presidente da Câmara de Torixoréu Marlon Bengala que lhe fez ameaças e teria obrigado o parlamentar a assinar uma carta de renúncia e no dia 26/11 teria sido dado posse ao suplente Admilson Vilela (PSD).

“Estamos aqui para apurar essa denúncia e apreender documentos na Câmara conforme mandado judicial. Vamos ter que ouvir várias pessoas”, explicou o delegado, por telefone.

A notícia sobre a renúncia ‘forçada’ de Preguinho causou estranheza entre demais vereadores. O parlamentar Deon Nunes (PR) disse que ninguém sabia dessa história e muito menos da posse do suplente Admilson. “Eu estou surpreso com isso e estamos aguardando uma posição da polícia que está aqui na Câmara Municipal”, completou.

A polícia está a procura também do livro de ata e protocolos da Câmara Municipal que ainda não foi localizado para verificar as informações repassadas pelo vereador Preguinho. O presidente da Câmara está sendo ouvido também pelo delegado Adilson Gonçalves.

 

 

Ronaldo Couto

Comentários -

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário