09/02/2012 Presidente da AMNA diz que é vergonhosa a atitude do Judiciário em conceder liberdade ao suspeitos de matarem Prefeito

 

O Presidente da AMNA – Associação dos Municípios do Norte Araguaia e também Prefeito de Querência chamou de vergonha a atitude da Justiça em conceder liberdade aos principais suspeitos de serem os assassinos do Prefeito Valdemir Antônio da Silva de Novo Santo Antônio em 23 de julho do ano passado.

“É um descaso isso que está acontecendo, ontem 07 conversamos com o Secretário de Segurança Pública do Estado e emitimos uma nota em repúdio a liberação dos principais suspeitos de serem os mandantes e hoje 08 o Desembargador libera os principais suspeitos de serem os assassinos. Ficamos tristes com essa notícia e posso classificar como vergonha a atitude do Judiciário, fica explicito a impunidade no nosso Pais”, argumentou Fernando Gorgen.

Alexandre Silveira Barbosa e Luciano Cavalcante do Nascimento que são acusados de serem os executores do assassinado do prefeito de Novo Santo Antônio, Valdemir Antônio da Silva mais conhecido como “Quatro Olho “, tiveram o habeas corpus concedido pelo Desembargador  Luiz Ferreira da Silva hoje 08.


 

Com informações do Agência da Notícia


Fonte: Redação

Comentários

Data: 09/02/2012

De: povo brasileiro

Assunto: assassinatos

nobre amigo Onoroso Peregrino suas palavras são a mais pura verdade , o que vale a vida humana quando se tem dinheiro , porque homicidas do posto da mata e região ficam anos na cadeia , agora esses " que mataram para quem tem dineiro" saem no outro dia e os desembargadores não tem a minima vergonha , com muita cara de pau de deixar sair como se nada havia ocorrido , sendo eles " boas pessoas e podem ficar entre nos" , pensando no proximo .

Data: 09/02/2012

De: Onoroso Peregrino

Assunto: Cumprir a Lei ou fazer justiça ?

Fico imaginando qual foi o despacho do desembargador. Porém, pelo enredo do crime, acredito que deve ter sido um texto mais ou menos assim:
” Por serem dois assassinos frios e calculistas capazes de desenvolver trabalho em grupo formando bandos ou quadrilhas, executarem com perfeição seus planos, terem como profissão a pistolagem, merecem aguardar o julgamento em liberdade".
É a vida banalizada ....

Novo comentário