09/02/2012 Revoltado, empresário promete matar e enterrar bandidos no meio da rua

 

“Não vamos mais ficar quietos. Os bandidos estão deitando e rolando em cima das Polícias Civil e Militar porque sabe que as duas principais forças de segurança de  Mato Grosso não tem homens para combatê-los.  Agora prestem atenção, se vocês encontrarem  uma cruz no meio da rua, pode cavar que lá tem um defunto”.  O alerta é do empresário que só se identificou como  “Pano”, morador de Cuiabá. Ele revela que descobriu que 95% das ocorrências policiais registradas não são investigadas.

 Revoltado depois se sofrer o 14º assalto em menos de uma nos, seis deles registrados na Polícia Civil, mas que nunca nada foi resolvido, o empresário afirma que está conversando com amigos, todos também vítimas por diversas vezes de bandidos,  com a disposição de fazer justiça com as próprias mãos.

 A vítima diz que tem acompanhado o noticiário policial pela imprensa e tem comprovado, por exemplo, segundo ele, que quando a vítima é um figurão, principalmente quando se trata de uma autoridade ou membro da família de uma autoridade,  logo o caso é resolvido e o bandido ou os bandidos são presos.

 Agora, segundo “Pano”, quando a vítima é uma pessoa comum, o caso cai no esquecimento. Ele conta, entre outras histórias, que todas às vezes em que ele foi nos Centros Integrados (Ciscs) de Cuiabá, sempre ouviu a mesma frase:

 -  “Não temos como fazer nada porque estamos sem efetivo ou sem homens para correra atrás dos bandidos”. Pano conta que nas conversas que teve nos últimos tempos com policiais civis e militares,  também comprovou que os Ciscs estão abarrotados de ocorrência que nunca, sequer foram lidas pela autoridades policiais, quando mas investigadas.

 “Os policiais não escondem de ninguém que  95% das mais cem mil ocorrências policiais  registradas por ano na Grande Cuiabá, sequer são lidas, quanto mais investigadas.  Isso é um absurdo, uma vergonha para um Estado onde os assaltantes e os traficantes comandam o crime organizado”.

 “Nós vamos caçar e matar, pelo menos uns dois bandidos a partir de agora para chamar a atenção. Eles que se cuidem, pois nós não agüentamos mais ser assaltados e ver  as pessoas serem assaltadas sem  fazer nada. Se os homens que comandam a nossa segurança pública não tomam atitude, nós vamos tomar, mesmo que amanhã a gente também vá preso no lugar dos bandidos”, alertou. (JRT). 

 

 

Com informações do 24 Horas News


Fonte: Redação


 

Comentários

Data: 10/02/2012

De: Observador

Assunto: Olho por olho - dente por dente.

METE O PAU companheiro...

Data: 10/02/2012

De: Karloss

Assunto: concordo em parte

na realidade nao é q os homens das policias nao querem trabalhar, é que eles fazem o seu serviço e depois os magistrados sem nenhum motivo aparente liberta os bandidos e desmoraliza toda a policia, é no minimo irritante vc trabalhar e apos vem um superior seu e desmancha todo o seu oficio, é o alto escalão da justiça de MT que esta podre e vai de mal a pior, se vcs olhar verao q na administração do Blairo todos os bandidos tiveram regalias execissivas e continua a farra, defendo os policias e os soldados e até a maiorias dos delegados e superiores da PM, porem é Juizado q se inverte os valores. e é lamentavel ver esse fato ocorrendo dia apos dia.

fazer justiça com as propias maos nao seria o correto.
á nao ser q nas eleiçoes a maioria votasse nulo, ai sim seria com as propias maos.

Novo comentário