09/04/2011 - 09h:24 Companhia pede outorga para construção da Teles Pires

A Companhia Hidrelétrica Teles Pires solicitou à Agência Nacional das Águas a outorga para uso das águas do rio e consequente construção da Usina Hidrelétrica de Energia (UHE) Teles Pires, que terá 1820 MW de potência instalada, entre os municípios de Paranaíta (890 km de Cuiabá) e Jacareacanga, no Pará. O pedido está em análise pelos técnicos da autarquia.
O licenciamento ambiental foi emitido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A UHE já foi leiloada pelo governo federal, em dezembro passado, e o projeto prevê que a usina entre em operação no segundo semestre de 2015. A concessão de uso de bem público para exploração e aproveitamento hidrelétrico é por prazo de 35 anos, podendo ser renovada a outorga por mais 35.
A energia gerada será transmitida para o Sistema Interligado Nacional - SIN, no Ambiente de Contratação Regulada -ACR, que compreende a obtenção de energia para o atendimento aos consumidores com tarifas reguladas. O Tribunal de Contas da União (TCU) já definiu o preço do MW a ser produzido pelas turbinas da UHE, que é de R$ 87.
O valor previsto para as obras é mais de R$ 3 bilhões e devem começar no primeiro semestre deste ano. Engenheiros de empreiteiras interessadas na construção da barragem estiveram em Paranaíta no final do ano passado e informaram que serão necessários 10 mil trabalhadores para erguer a barragem. O município tem atualmente 13 mil habitantes.