09/06/2011 - 17h:00 Indios enfurecidos em Dardanelos. Usina ainda não se manifestou

 Índios seguem com invasão e Usina Dardanelos continua bloqueada. A situação é tensa e os índios querem a presença dos mesmos diretores que no ano passado durante a primeira invasão negociaram com as etnias.

 
 

 
Segundo o líder dos Araras Amazonildo Arara, o descaso em relação aos atendimentos dos pedidos se tornou maior ainda, porque desde ontem não obtiveram nenhuma resposta do diretor presidente da empresa Energética Águas da Pedra José Hugo Junqueira ou de qualquer outro representante, sendo que ninguém compareceu no local da obra para conversar com as etnias.
 
  

No momento os índios fazem barricada com pneus e tambores, e nenhuma pessoa pode ter acesso à obra antes de qualquer negociação. Na cidade de Aripuanã que fica ao lado da obra já dá pra avistar sinais de fumaça de fogo provocado pelos mais de 70 indígenas. “O prazo esta acabando e a cada hora que passa estamos descendo rumo à casa de força”, afirmou Amazonildo.

 A invasão aconteceu na tarde de ontem quarta-feira (8), nas instalações da Usina Hidrelétrica Dardanelos de 261 megawatts, localizada no Rio Aripuanã, no estado do Mato Grosso. Lideres das  etnias Arara e Cinta-Larga, sob alegada manifestação de protesto reivindicando seus direitos de compensação ambiental pelos impactos da obra. (Cleverson Veronese/Top News)

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário