09/06/2015 - Vereador pode ser cassado por incentivo a pedofilia em VG

09/06/2015 - Vereador pode ser cassado por incentivo a pedofilia em VG

A Câmara de Vereadores de Várzea Grande instaurou na última quarta-feira, 3 de junho, uma Comissão Processante para apurar denúncia contra o vereador Nilo Campos (PV). Os vereadores acataram denúncia formulada por uma moradora do bairro Pirineu, que acusa o parlamentar de manter um blog na internet recheado de conteúdos pornográfico e pedófilo.

 

Parte do texto da denunciante conta que ao acessar a página e ler a matéria, revoltou-se. “Na qualidade de mãe, fiquei indignada com a denúncia, pois até o momento, minhas informações sobre o vereador, são que o mesmo é um vereador sério e honesto. Assim, gostaria que esta respeitada casa, tome as medidas cabíveis, sobre o caso, sendo inclusive, ouvido o vereador Nilo Campos sobre o que ele tem a dizer sobre o caso. Tendo em vista minha qualidade de cidadã, eleitora, e, principalmente mãe, estou, até a presente data, horrorizada com o envolvimento do vereador Nilo Campos com tais acusações, de expor em seu blog material pornográfico e pedófilo”.

 

Na ocasião, Nilo usou da tribuna para se defender e negar os fatos diante dos colegas de parlamento. Ele desconhece o tal endereço eletrônico mencionado e garantiu sim, ser mantedor de um blog que está em seu nome. Ele ainda apresentou cópia de um boletim de ocorrência feito numa Delegacia de Polícia Civil para se precaver da grave situação.

 

A Comissão foi formada pelos vereadores João Tertuliano de Barros “Joãozinho” (DEM - presidente), Miguel Baracat (PT - relator) e Leonardo Mayer (PROS - membro).

 

De acordo com o Regimento Interno da Câmara, o Presidente da Comissão iniciará os trabalhos dentro de cinco dias, a contar desta segunda-feira. O acusado deve ser notificado para apresentar defesa em dez dias. Ele ainda pode apresentar as provas que pretender produzir e arrolar testemunhas.  

 

O processo deverá estar concluído dentro de noventa dias.

 

 

 

Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário