09/07/2014 - São Félix do Araguaia e Querência tem os maiores números de focos de calor registrados este ano no Norte Araguaia, diz Inpe

Os focos de calor são locais que estão com temperatura acima de 47°C. Entretanto, não são, necessariamente, considerados focos de fogo ou incêndio.

Mato Grosso lidera o índice de focos de calor em todo o Brasil registrados de 1º de janeiro até esta sexta-feira (4). Dos 19.406 focos localizados pelo satélite referência do Sistema de Monitoramento de Queimadas e Incêndios do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), 5.055 foram aqui no estado, representando 26% do total. Em segundo lugar no número de focos vem o Pará, com 2.519, e depois, o Maranhão, com 1.445.

Conforme os dados do acumulado do ano, dos 10 municípios brasileiros com maior quantidade de focos de calor, sete são de Mato Grosso. Em primeiro lugar do ranking vem Nova Maringá, no médio-norte do estado, a 392 km de Cuiabá, com 417 focos de calor. Depois, vem Corumbá, em Mato Grosso do Sul, com 276. E, em terceiro, Balsas, no Maranhão, com 245.

Os outros municípios de Mato Grosso que aparecem nessa lista são Nova Ubiratã (220 focos), São Félix do Araguaia (195), Querência (187), Tangará da Serra (181), Gaúcha do Norte (179) e Porto dos Gaúchos (168), que ficaram, respectivamente, em 4º, 5º, 7º, 8º, 9º e 10º da lista.

Os focos de calor são locais que estão com temperatura acima de 47°C. Entretanto, não são, necessariamente, considerados focos de fogo ou incêndio.

Em Mato Grosso, o período proibitivo de queimadas começa no dia 15 de julho

 

 

Fonte: Agencia da Noticia 

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário