09/09/2015 - Ministro admite que podem haver cortes no Minha Casa Minha Vida

Brasília - Após a reunião da coordenação política desta terça-feira, 8, o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, admitiu que a presidente Dilma Rousseff poderá fazer cortes em programas que são considerados bandeiras do governo, como o Minha Casa, Minha Vida.

Apesar de afirmar que não acredita que haverá um adiamento no início da terceira fase do projeto, marcada para quinta-feira, 10, Berzoini disse que a nova etapa será "evidentemente ajustada" à condição fiscal do País. 

"É um programa de grande impacto social e econômico e a fase três será a continuidade disso. Evidentemente, ajustada à disponibilidade orçamentária", afirmou.

Ao admitir que programas que dependem de "investimentos físicos" terão de passar por um "alinhamento" de acordo com o projeto orçamentário de 2016, que prevê um déficit de R$ 30,5 bilhões, Berzoini fez questão de afirmar que a peça prevê a manutenção dos investimentos no Bolsa Família e outros programas sociais. 

O ministro também afirmou que a presidente voltou a defender durante a reunião que o governo não vai "abrir mão de buscar alternativas" para aumentar as receitas e cobrir o rombo no Orçamento.

Nesta terça, Dilma se reúne ainda com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, pasta responsável pelo Minha Casa, Minha Vida.

 

MSN