09/10/2014 - Adolescente morre afogado em piscina infantil; carta de amor e causa comoção em cidade

Uma adolescente de 12 anos, vítima de afogamento no último domingo, 5, morreu no Hospital Regional de Alta Floresta depois de ficar mais de 48 horas no Centro de Terapia Intensiva. I. de S. C. se afogou enquanto se divertia com amigos e familiares em uma piscina infantil em sua residência no bairro Jardim das Oliveiras. A garota estava juntamente com seu irmão de 4 anos e alguns parentes e amigos. Sua morte, causou comoção em toda a cidade.

 

Segundo familiares, durante a brincadeira o irmão mais novo começou a brincar de policial onde fingiu atirar na irmã, que acabou caindo dentro da piscina. O irmão achando que era brincadeira nem percebeu que algo mais sério tinha acontecido. A jovem ficou caída dentro da piscina até ser encontrada por sua irmã mais velha.

 

“Quando vi ela caída dentro da piscina, corri para ajudar, mas ela já estava branca. Chamei meus pais e eles socorreram ela até o Hospital. Minha irmã sofria de diabetes e frequentemente tinha esses tipos de desmaios” - disse Fernanda.

 

Ao chegar ao hospital os médicos tentaram reanimar a adolescente. Familiares informaram que enquanto ela estava dentro do Hospital Regional, sofreu mais de 20 paradas cardíacas. Na manhã de terça-feira, porém, ela faleceu.

 

Após a tragédia, os familiares descobriram a existência de uma cartinha, escrita por Ionara no dia 1º de setembro endereçada para um jovem de sua escola que ela dizia gostar muito. A carta foi entregue por ela mesmo para o amigo na ultima sexta feira, 3, dois dias antes do acidente, mas o jovem que recebeu a carta não a leu no mesmo dia. Apenas na terça-feira, horas antes de saber que sua amiga tinha falecido, é que o colega de escola leu o conteúdo da carta.

 

“…Um dia quando a solidão tomar conta de você e seus olhos chorarem por alguém e seus lábios não souberem mais sorrir, lembre-se que em algum lugar, onde você nem imagina existe alguém que te ama, alguém que sofre em silêncio. E por você eu até morreria, só pra te ver feliz…, diz trecho da carta deixada por Ionara.

 

A jovem foi velada na igreja Assembleia de Deus no bairro Jardim das Oliveiras.

 

 

Redação 24 Horas News com DiárioNews

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário