09/10/2015 - Delator da Sodoma depõe na AL

Na tarde desta quinta-feira (8) o empresário João Batista Rosa, delator da Operação Sodoma, presta esclarecimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Renúncia e da Sonegação Fiscal. A defesa de Rosa informou que ele irá permanecer calado durante o interrogatório.

O silêncio foi autorizado pelo desembargador Alberto Ferreira de Souza, que permite também que o advogado dele, Huendel Rolim, poderá intervir verbalmente quando for necessário.

Silval Barbosa, ao ser interrogado, também optou por ficar calado e não respondeu aos questionamentos dos integrantes da CPI, mesmo não tendo uma liminar que o beneficiasse.

Acompanhe em tempo real

14h20 - CPI tem início, mas sem o delator na mesa. 

14h31 - João Batista Rosa chega ao plenário acompanhado de seu advogado, Huendel Rolim.

14h37 - Deputado Zé Carlos do Pátio (SD) disse que a CPI nunca deixou de descumprir a Lei, no caso da testemunha não querer responder as perguntas. "É muito importante ouvir essa testemunha para colaborar com a investigação, até porque não tratamos ele como réu".

14h40 - O deputado disse ainda que "não é uma CPI política. Estamos priorizando a questão técnica". 

14h42 - Cerca de 20 empresários serão convocados na próxima semana segundo o parlamentar. Sendo que alguns deles ja foram indiciados.  

14h45 - "Quero deixar claro o trabalho claro é discreto da CPI. Não aceito alguns procedimentos que aconteceram até então, até porque essa CPI pode ter alguns obstáculos para fazer a investigação, mas ela fará". 

14h46 - "Decisão judicial não se questiona, vamos cumprir, mas o João Rosa está aqui como testemunha, como vítima".

14h50 - O Deputado Emanuel Pinheiro (PR) começa a fazer as perguntas. 

14h51 - José Rosa responde e diz que suas declarações foram espontânea . "Já disse tudo que tinha para falar”.

14h52 - O delator permanece calado quando questionado se o dinheiro pago era para a campanha de Silval.

14h55 - Cerca de 15 perguntas foram feitas ao delator e ele disse apenas que tudo isso está nos autos do processo.

14h58 - Rosa fica calado durante as perguntas dos Deputados Max Russi (PSB) e Wilson Santos (PSDB).

15h00 - Zé Carlos do Pátio disse que o Ex- Secretário de Fazenda de Mato Grosso Marcel de Cursi irá depor na semana que vem.

15h03 - Deputado Max Russi faz críticas a delação e comenta.”Qualquer empresário pode subornar o governo com a certeza de que ele vai ficar livre, porque vai fazer um acordo com a justiça”.

15h06 - Wilson Santos foi contra a crítica do deputado Max e disse que a delação do João Rosa é elogiável. “Graças a ele teve a prisão do ex-governador. Vem muitas mais bombas por aí, Pedro Taques não vai descansar"”.

15h07 - Santos diz ainda que "Vê Rosa como um extraordinário colaborador, ele teve coragem, fez amparado por Lei".

15h12 - Zé Carlos do Pátio encerra a CPI agradecendo os deputados e o delator.

15h15 - João Rosa deixa a CPI acompanhado por policiais. 

 

 

Fernanda Escouto e Jéssica Moreira, do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário