10/02/2015 - Fugitivo de Penitenciária bate carro e fica preso nas ferragens

10/02/2015 - Fugitivo de Penitenciária bate carro e fica preso nas ferragens

O oitavo foragido da Cadeia Pública de Nova Mutum (280 km de Cuiabá), Cleomar Gonçalves dos Reis, de 26 anos, foi preso após bater um Ford Ka roubado em um caminhão, carregado de material de construção.

A batida ocorreu na Rodovia Emanuel Pinheiro, MT – 251, (que liga Chapada dos Guimarães a capital), no fim da manhã desta sexta-feira (6).

Na revista do veículo, os policiais recuperaram uma espingarda calibre 12, levada dos dois agentes que foram ‘seduzidos’ e dopados, ao beberem whisky oferecido por duas mulheres.

Um investigador da Polícia Civil do município, disse que o bandido havia sido preso em 2014, quando matou um bandido rival e o enterrou, deixando apenas a cabeça dele para fora, em um terreno baldio de Chapada dos Guimarães.

Cleomar ficou preso às ferragens após a colisão. Ele teve que ser retirado do veículo por militares do Corpo de Bombeiros.

O detento foi encaminhado por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para a uma unidade de saúde de Chapada dos Guimarães. Segundo um investigador da Polícia Civil, ele deve ser encaminhado para o Pronto-Socorro de Cuiabá, ainda hoje (6).

A Polícia Militar ainda não sou informar onde o Ka foi roubado. No entanto, explicou que o bandido trafegava sentido Cuiabá, quando em uma curva teria tentado ultrapassar um veículo.

A pista estava molhada por conta de uma chuva, fazendo com que o criminoso perdesse o controla da direção e rodasse com o carro na rodovia. O veículo bateu na frente do caminhão, que ficou com a parte dianteira parcialmente destruída.

A FUGA

Cleomar fugiu junto com outros 26 detentos da Cadeia Pública de Nova Mutum, na madrugada de ontem (5). Os criminosos foram soltos das celas, após duas mulheres seduzirem e doparem dois agentes penitenciários, ainda na noite de quarta-feira (4).

A delegada da Polícia Civil, Angelina Andrade, disse que os dois agentes foram presos, junto com o diretor da unidade prisional, acusados de negligência.

Para a delegada, o diretor da unidade foi preso suspeito de ser cúmplice na negligência dos agentes.

“Ele disse que foi dormir por volta da 00h00. Mas temos a informação que as mulheres teriam entrado na cadeia com os agentes às 21h30. Além disso, a sala dele fica próximo a entrada da cadeia, seria impossível ele não flagrar tudo que estava ocorrendo, por isso, foi preso”, destacou.

De acordo com a delegada, as mulheres já foram identificadas. “Continuamos com as buscas pare tentar prender o restante dos foragidos e as duas, que certamente estão com o Odeja. O criminoso responde pelos crimes de tentativa de homicídio, roubo, formação de quadrilha e porte ilegal de arma de fogo”, falou. 

 

Alô Primavera

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário