10/03/2011 - 11h:27 Após denúncia, prefeito diz ter verba para tapar buracos e culpa chuvas

O prefeito de Dom Aquino (a 172 quilômetros de Cuiabá), Eduardo Zeferino (PR), diz aguardar apenas as chuvas darem “trégua” para iniciar as obras de recapeamento e tapa-buracos nas ruas do município, que, como o Olhar Direto divulgou, estão um caos.

Ele garante ter recurso suficiente em caixa para a execução do serviço e avalia que recuperar as ruas hoje, durante o período chuvoso, seria o mesmo que jogar dinheiro fora. “Só dependo das chuvas e de São Pedro”, afirmou, em tom de brincadeira, numa referência ao santo tido como “responsável” pelas chuvas.

Nesta quinta-feira (10) o republicano se reúne com o governador Silval Barbosa (PMDB), quando pedirá apoio para a construção de mais 10 salas de aula no colégio municipal, bem como para a reforma do prédio da Polícia Militar e para a pavimentação asfáltica de algumas ruas.

Apesar das críticas que tem recebido em função da falta de infraestrutura no município, Zeferino assegura que tem realizado ações e projetos de extrema relevância, como a reativação da usina de asfalto. “Vou asfaltar as ruas até o final do ano”.

Já em relação à rodoviária, cuja obra foi idealizada pela ex-prefeita Maria José Borges (PMDB), o atual gestor considera inviável, embora afirme que tem se esforçado para concluí-la. Avalia que será impossível atingir o número de passageiros exigido pela empresa de transporte como critério para operar na região. “A previsão é que se torne um elefante branco”, reiterou.

O prefeito tenta justificar a retirada dos comerciantes em volta da Praça Emanuel Pinheiro, localizada no Centro da cidade, com a má aparência deixada no local.

“Herança”

A dívida de R$ 8 milhões que herdou dos antecessores tem dificultado os trabalhos. O prefeito explica que, dos R$ 950 mil do orçamento mensal, R$ 380 mil são destinados ao pagamento da folha de pessoal. “Não sobra quase nada para trabalhar”, alega.

 

Da Redação - Pollyana Araújo