10/03/2011 - 22h:23 Polícia busca assaltantes em fazenda de senador Maggi

Os sete bandidos que assaltaram, nesta quinta-feira (10), o Banco do Brasil em Querência fugiram em dois carros e na estrada atiraram contra o pneu de um ônibus escolar. Logo que saíram de agência, os ladrões pegaram a estrada de chão que liga a cidade ao município de Canarana. Eles estariam escondidos nas proximidades da Fazenda Tanguru, de propriedade do senador Blairo Maggi.

Ainda na primeira ponte, eles atearam fogo no veículo Doblô e libertaram o primeiro refém. Na sequência, andaram mais 20 quilômetros e soltaram outros quatro reféns, incluindo o gerente do banco, José Rubens, que aparece na foto voltando a pé do local onde foi deixado.

O bando abandonou o veículo Corolla que pertence a um cliente, também feira refém.

Os bandidos fugiram num terceiro veículo, um Furgão branco, que estava na estrada aguardando a fuga deles. O coronel Valdemir Barbosa informou que a PM está neste momento fazendo as buscas na região da fazenda Tanguru.

O helicóptero da PM está a caminho para auxiliar nas buscas. A aeronave demorou a chegar em Querência porque estava em missão pelo Gefron, na fronteira do Estado com a Bolívia.

Uma equipe do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) está a caminho de Querência para colaborar com o trabalho da PM, assim como duas equipes da Força Tática de Barra do Garças. Outra hipótese é que os bandidos estejam refugiados no meio do mato.

 

Gerente foi liberado na estrada

Foto: Homero Sérgio/Querência Hoje

Veículo é incendiado por bandidos / Homero Sérgio - Querência Hoje



Bandidos atiram em ônibus escolar / Homero Sérgio - Querência Hoje

Clientes e funcionários feitos reféns duarante assalto / Homero Sérgio - Querência Hoje

 

De Barra do Garças - Ronaldo Couto