10/03/2012 Manifestantes ameaçam trancar BR-158

O deputado Estadual Baiano Filho (PMDB) discutiu com o governador Silval Barbosa nesta sexta-feira, 09.03, as ações que serão empreendidas por Mato Grosso no sentido de convencer o Governo Federal sobre o prejuízo às obras de pavimentação da BR-158, caso o parecer emitido pelo GEPAC não seja reavaliado. Na ultima semana, o Grupo Executivo do Programa de Aceleração do Crescimento (GEPAC) emitiu uma nota técnica condicionando a continuidade da pavimentação à retomada do projeto original, ou seja, por dentro da área indígena Marawatsede, no Norte Araguaia.

 

Baiano já havia alertado sobre a possibilidade de um grande manifesto envolvendo a classe política, produtores rurais e sociedade organizada. O governador Silval aguarda por uma audiência com o ministro Sergio Passos, dos Transportes e a ministra Mirian Belchior, do Planejamento, prevista entre os dias 20 e 23 deste mês.

 

Paralelo à agenda em Brasília, Baiano com o apoio da Associação dos Municípios do Norte Araguaia (AMNA) já articula para o dia 17, às 9h, no distrito de Alô Brasil, às margens da BR-158, um grande movimento onde serão definidas as estratégias para o fechamento da rodovia já no dia 24, caso Mato Grosso não obtenha êxito nas discussões.

 

“É justo que a pavimentação obedeça o traçado original, que é um traçado de mais de 70 anos, o que não podemos é admitir que a conclusão das obras seja prejudicada novamente com a retomada das questões indígenas com FUNAI, já que esse foi o motivo que levou o DNIT a propor o contorno, é contraditória a atitude do governo federal e se não obtivermos garantias de uma solução rápida iremos trancar a rodovia”, defendeu o deputado Baiano. 

 


Naiara Martins

Comentários

Data: 10/03/2012

De: rafael pereira

Assunto: br 158

e isto mesmo quando nao morre umas dez pessoas contra indio esta br nao sai nao ok .

Novo comentário