10/04/2015 - Polícia Civil descobre mais de 20 vítimas de golpista preso no Norte de Mato Grosso

A Polícia Judiciária Civil identificou mais de 20 vítimas de um estelionatário que teria deixado prejuízo de cerca de R$ 1 milhão na região Norte de Mato Grosso. O suspeito, José Dantas de Souza, 47, conhecido como “Zé Dantas”, foi preso no último domingo (05), em Diamantino, por policiais militares e interrogado na última terça-feira (07), pelo delegado Regional de Sinop, José Abdias Dantas, em 15 inquéritos que apuram as fraudes do golpista.

Na quarta-feira (08.04), uma picape Montana, de cor verde e placa da cidade de Cascavel, estado do Paraná, adquirida ilicitamente pelo estelionatário, foi  apreendida por policiais da Delegacia Regional de Sinop, com apoio da Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Tapurah.

O golpista também é investigado por integrar uma quadrilha especializada em roubo, furtos e receptação de veículos, envolvendo também o crime de estelionato. Ele está preso por mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça da Comarca de Campo Verde, onde também teria feito vítimas, além dos municípios de Sinop, Diamantino, Guarantã do Norte e Lucas do Rio Verde.

Segundo as investigações, o golpista, habilidosamente, se passava por fazendeiros, comerciantes e empresário, e entrava em contato com vítimas que faziam anúncios da venda de automóveis, caminhões e imóveis rurais. Ele utilizava de cheques sem fundo, em seu próprio nome, para comprar bens.

Os contratos aparentemente regular iludiam as vítimas a entregar os bens, pagos com o cheque pré-datado, que quando descontados as vítimas descobriam que não tinha saldo e que tinham caído num golpe.

Um das vítimas, alegou que vendeu para "Zé Dantas", um caminhão no valor de R$ 120 mil. A vítima contou que não recebeu a quantia e perdeu o caminhão, pois já tinha feito a entrega.

Como "modus operandis" o golpista comprava veículos e logo repassava para outros, assim como aconteceu com a Montana, que foi apreendida em poder de um comerciante na cidade de Tapurah, que alegou que comprou o veículo de Zé Dantas, mas que antes tinha consultado a placa e não constado registro de roubo ou furto.

Ainda em depoimento, o comerciante afirmou que entregou um veículo ano 2004, uma motocicleta e R$ 2 mil, em troca da Montana. O prejuízo está em cerca de R$ 20 mil.

O delegado regional, José Abdias Dantas, informou que ultrapassa mais de R$ 1 milhão, o valor dos golpes aplicados em toda a região Norte de Mato Grosso. Segundo ele, somente em Sinop, em seis inquéritos, o prejuízo as vítima está estimado R$ 373 mil, em compras de veículos e imóveis, com cheque sem fundo.

"É o maior golpista do Nortão de Mato Grosso, envolvido na prática criminosa de estelionato, roubo, furto e receptação de veículos automotores", disse o delegado.

O delegado destacou o empenho das equipes policial, lideradas pelo delegado Carlos Eduardo Muniz dos Santos e Sérgio Ribeiro Araújo, e também aos policiais da  Delegacia Regional, pelo trabalho que iniciou no fim de semana. "Nosso reconhecimento é pouco pelo esforço de determinação de todos os policiais", afirmou.  

As diligências continuam para identificar outras possível pessoas que atuavam no crime juntamente com o golpista.

 

 

Escrito por assessoria de imprensa 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário