10/08/2012 - Núcleo de Pessoas Desaparecidas encontra pai desaparecido há 32 anos

O Núcleo de Pessoas Desaparecidas, da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), localizou um senhor que não mantinha contato com as filhas há 32 anos. Na tarde de quarta-feira (08.08), uma das filhas do desaparecido, que mora em Araruna, no Estado da Paraíba, entrou em contato com policiais do núcleo para achar o pai Pedro Flora Neto, 57. O contato com o pai foi mantindo nesta quinta-feira (09.08), por telefone, na Delegacia.

 
Conforme o investigador Auri Viana Nascimento, a filha procurou a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, depois que descobriu por meio do Cartório Eleitoral de Araruna, que seu pai estava residindo em Mato Grosso, com domicilio eleitoral em Várzea Grande.
 
Instruída pelos investigadores, a filha registrou um boletim de ocorrência online na tarde de quarta-feira (08.08) e na manhã desta quinta-feira (09), a equipe de investigadores do Núcleo de Desaparecidos conseguiu localizar o senhor no bairro 15 de Maio, em Várzea Grande.
 
Pedro Flora Neto é pescador e mora sozinho. Ele não falava com as filhas desde que separou da mulher há 32 anos.
 
Através do trabalho realizado pelo o núcleo, o pai pode falar com a filha pelo telefone depois de anos sem notícias. “Eu fiquei muito emocionado, meio sem jeito, é muito tempo que passei longe das minhas filhas, mas agora vamos ter muito para conversar”, disse o pescador que já planeja visitar as filhas, após o período de pesca.
 
 
CAMILA MOLINA
Assessoria/PJC-MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário