10/08/2015 - Umidade do ar atinge 12% em Cuiabá no domingo e chega a nível de deserto

Cuiabá registrou a menor umidade relativa do ar no ano, na tarde deste domingo (9). Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe), o índice chegou a 12% às 15h30 (horário de Mato Grosso), o que é considerado pelos meteorologistas "estado de alerta". A baixa umidade na capital é semelhante à umidade do deserto do Saara, que possui uma média entre 10% e 15% de umidade.

A baixa umidade também está acompanhada pela alta temperatura, que chegou aos 37ºC, no mesmo horário, com sensação térmica de 38ºC, segundo o Inpe. O tempo quente e seco deve continuar em Mato Grosso, ao longo dessa semana. O sol predomina em todas as áreas e a umidade do ar se mantém baixa. Nesta segunda-feira (10), a máxima prevista é de 36ºC, emCuiabá e, a mínima, de 23ºC.

Segundo o Inpe, neste domingo há 5% de possibilidade de pancadas de chuva na capital. Além do uso de protetor solar e beber bastante água, os meteorologistas recomendam também evitar exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre as 10h e as 16h. Evitar ainda lugares aglomerados e usar soro fisiológico nos olhos e narinas.

Por conta da baixa umidade as pessoas ficam mais sujeitas a complicações alérgicas e doenças respiratórias, além de sofrer com sangramento de nariz, ressecamento da pele e irritação nos olhos.

Segundo a escala usada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a umidade relativa do ar ideal é de 60%. A umidade entre 60% e 30% é considerada aceitável. Abaixo de 30% e acima de 20% já representa 'estado de atenção'. Abaixo de 20% representa 'estado de alerta'. Quando o nível de umidade relativa do ar fica abaixo de 12%, entra em 'estado de emergência'.

Sem chuva
A semana inicia com 33 dias sem chuva na capital mato-grossense. No dia 7 de julho, um temporal caiu sobre a cidade, o que provocou estragos em diversos bairros, como destelhamento de casas e inundações. Ainda conforme o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe), há cidades na região Norte de Mato Grosso que estão 60 dias sem chuva.

 

Kelly MartinsDo G1 MT

Comentários

Data: 10/08/2015

De: turista

Assunto: Cuiabá

Vdd, esse domingo foi muito seco aqui em Cuiabá, que chegue logo as chuvas.

Novo comentário