10/08/2016 - Homem que nasceu com a cabeça virada para trás profere palestra motivacional em Cuiabá

10/08/2016 - Homem que nasceu com a cabeça virada para trás profere palestra motivacional em Cuiabá

O bahiano Claudio Oliveira nasceu com uma anomalia. Há mais de trinta anos, convive com a artrogripose múltipla congênita (AMC): tem as pernas deformadas, os braços inutilizados e a coluna vertebral se torceu tanto que agora a cabeça dele fica voltada para trás. Com o tempo, transformou suas dificuldades em um exemplo para os outros. Na próxima sexta-feira (12), ele vem a Cuiabá para ministrar uma palestra motivacional, a partir das 19h30, no Centro de Eventos do Pantanal. 

Claudio é morador de Monte Santo, e nega que enxerga tudo ‘de cabeça para baixo’. “Não vejo nada de cabeça para baixo, O mundo que está de cabeça para baixo”, brinca. Segundo ele, as dificuldades foram superadas, seu organismo é saudável e seu organismo trabalha normalmente. "Eu enxergo tudo normal. Inclusive, se alguém me der algo pra eu ler, a pessoa vira o objeto de cabeça para baixo e eu desviro. Eu leio normal. É apenas a posição da cabeça", garante.

Claudio caminha de joelhos, com uma sandália personalizada, e desde a infância foi se adaptando aos poucos às suas adversidades. Ele tem cerca de cinco mil amigos no Facebook, e para utilizar o computador digita com a canela. Ele também não precisa de ajuda para se alimentar ou falar no telefone. "Eu me adaptei tanto que não percebo que sou uma pessoa portadora de necessidades especiais. Não tenho preconceito comigo mesmo. Sei de relatos de pessoas que têm deficiência física que se esquivam bastante, a própria família se fecha. Minha mãe não é uma mãe comum. Sempre me incentivou a ter convívio social, ter amigos, ir as festa...", comenta.

O trabalho como palestrante começou nos anos 2000, quando Claudio dava depoimento em igrejas. "É a minha forma de sobrevivência. Sou de uma família humilde, mas estruturada. Eu pretendo ter uma vida bem melhor através do meu trabalho. Meu sonho é conseguir ter uma vida confortável. Se eu parar no tempo, com a idade, vou ficar limitado e não quero aumentar a minha limitação. Não tenho o que me queixar ou me lamentar", afirma.

Para Cuiabá, ele veio à convite da Associação das Mulheres de Negócios e profissionais, a BPW. O tema de sua palestra será “O mundo está ao contrário”. Os ingressos custam R$30 (meia) e R$60 (inteira). Mais informações pelo telefone (65) 3052-2872. 

Da Redação - Isabela Mercuri

 

Comentários

Data: 20/08/2016

De: MENINA FLOR

Assunto: INCRIVEL

MEU DEUS, NUNCA TINHA VISTO ALGO TAO INCRÍVEL E AO MESMO TEMPO, INACREDITÁVEL, ME SINTO ENVERGONHADA POR RECLAMAR TANTO POR COISAS TAO BANAIS. SENHOR, ABENÇOE ESSE RAPAZ SEMPRE.

Novo comentário