10/10/2014 - Eder Moraes diz que foi ameaçado de morte por grupo de Silval

O ex-secretário de Estado dos dois últimos Governos, Eder Moraes (PMDB) um dos principais investigados na operação Ararath , declarou que teria sofrido ameaça de “assassinato” dos aliados do governador Silval Barbosa (PMDB).


Eder teria sido intimidado após iniciar a “delação” do esquema criminoso de lavagem de dinheiro para formar “caixa dois” da campanha eleitoral de 2010. Ele entregou todo o funcionamento da organização e os supostos envolvidos (políticos e empresários) durante o depoimento prestado aos promotores do Ministério Público Estadual (MPE).


“A conversa do corredor do Palácio é de assassinato. Eu falei pra senhora (promotora Ana Cristina) ontem”, afirmou Eder, conforme consta na íntegra do interrogatório em que o blog do Antero divulgou.


“É o Silval. Me mandaram recados… As pessoas procuraram…Ó, fala pro Eder que a gente quer conversar…que ele tá muito nervoso…que não é assim…”, comentou.


Eder afirmou, ainda, que se for procurado pela Justiça vai falar somente a verdade. Aos promotores, Eder revelou também que tem feito estas declarações somente depois de conversar com os familiares. “Falei que vou abrir o jogo… vou colocar o que eu souber…o que me perguntarem, eu não vou me furtar a falar a verdade”, diz trecho do documento.


“Eles que contratem o jurídico deles e vão se defender…porque eu também estou fazendo a mesma coisa…estou procurando me defender”, completou.

 

Da Redação| Blog do Antero

 

Comentários

Data: 10/10/2014

De: LATADA

Assunto: FEIA

CUIDADO QUE ESSA TURMA DO PT MANDA .... MESMO.

Novo comentário