10/10/2014 - Janaina garante gestão municipalizada, participativa e com oposição ostensiva ao governador eleito

Em entrevista concedida nesta quinta-feira (9), ao 24 Horas News, a deputada estadual e única mulher eleita para a próxima legislatura mato-grossense, Janaína Riva (PSD) citou algumas das suas prioridades para seu primeiro mandato como parlamentar, que será voltada para uma gestão municipalizada e participativa. A deputada informou que o primeiro passo, será fortalecer o grupo para poder fazer a mesa diretora da Assembleia Legislativa, com sua estreia na polícia tem que ter está preocupação, para poder continuar ter a independência, que sempre tivemos aqui dentro da Casa, "é uma preocupação minha ficar em grupo independente, pra gente poder fazer do presidente, o primeiro secretário da Casa", explicou. 

 

Quanto a uma possível candidatura a presidência da AL, Janaína Riva informou que não existe nenhuma possibilidade, porque ela considera que existem pessoas muito mais experientes e preparadas para poder dirigir a Casa, "um colegiado não é fácil de administrar, são 24 deputados, e depois que você entrou na AL, não existe mais votado ou menos votado, são todos deputados iguais. Precisa de uma pessoa com experiência para gerir esta Casa com responsabilidade, que possa estabelecer uma tranquilidade, um bom convívio com o novo governador do Estado", explicou Janaina.

 


Gestão municipalizada

"O municipalismo é a minha prioridade, fui eleita por pessoas que acreditam no municipalismo, de atender as pessoas de fazer um acompanhamento direto e corpo-a-corpo aos pequenos produtores e aos mais necessitados, mas dar continuidade ao trabalho que o meu pai vinha desenvolvendo com essas pessoas, sei que vamos ter mais limitações por ser oposição, até porque agora não vamos ter o governo para contribuir, mas faremos tudo que for necessário para cumprir com os nossos compromissos e atender da melhor forma possível àqueles que buscarem a nossa colaboração", declarou.

 

A deputada eleita questionou o ensino ciclado, e falou que os deputados terão que fazer uma discussão juntamente com o governador, voltada exclusivamente para educação, porque a qualidade do ensino caiu muito em Mato Grosso, enquanto no Brasil melhorou. "Eu vejo que o ensino ciclado funciona só no papel, eu vi isso nas escolas que os professores e os diretores são contra a este tipo ensino, que passa o aluno por passar, não a oportunidade de o aluno repetir o ano, para aprender o que ele não conseguiu aprender em um ano. O ensino básico e fundamental é a minha maior preocupação, mas temos que volta com o ensino pré-vestibular para o ENEM que acabou em 2011, para os nossos jovens terem condições de competir com jovens de outros Estados, para ter condições dos jovens entrarem nas universidades públicas", disse. Janaína ainda falou sobre a informatização das escolas, com prioridade no fortalecimento do ensino básico, que ela considera essencial para o desenvolvimento da educação. Saúde Para a deputada, a atenção básica de saúde é de extrema necessidade, e tem é prioridade de gestão, porque não pode faltar médico e nem remédio, ela relatou que viu um corpo de uma criança já morta, sendo transportada em uma porta de madeira por falta de maca, na cidade de Paranorte, após um acidente de moto. Janaína afirmou que precisa de mais ambulância no interior, porque tem muitos municípios pequenos como também os distritos que não possuem um veículo ou se tem, está quebrado por falta de manutenção e devido às condições das estradas que em boa parte ainda não tem pavimentação. "A saúde hoje é pra poucos, as OSs deram uma qualidade pra uns e uma qualidade muito inferior pra outros, a questão do hospital estadual que o governador disse que é prioridade dele, mas tem que ser prioridade da AL também de todos nós. O Metropolitano de Várzea Grande é um bom exemplo, já deveria estar de portas abertas para atender a população para não ficar o caos que está o Pronto Socorro", ressaltou. A deputada ainda falou sobre o novo Pronto Socorro de Cuiabá afirmando que não é um problema apenas da Prefeitura da Capital, como também é de responsabilidade do Governo do Estado.

 

A deputada considerou que devido o déficit de efetivo está em torno de 60%, de imediato o governo deve chamar em caráter de urgência os aprovados nos últimos concursos e logo depois realizar mais concursos. "Sei que vai custar caro para o Estado, mas temos que avaliar o que custa mais, se é perder vidas ou investir mais em segurança", questionou. Neste caso Janaína usou o fato da aeronave roubada, juntamente com o sequestro dos pilotos que trabalhavam para família, que até o momento não se tem nenhuma informação, e disse que é inadmissível que uma cidade igual a Pontes e Lacerda não tenha uma equipe policial no aeroporto.


Janaína falou de prioridades de gestão, e que em um Estado igual Mato Grosso que faz licitações de passagens e aluguel de carros, quando as pessoas estão precisando de coisas mínimas, porém essências para o bom funcionamento de um governo.


Dentro das prioridades, Janaína apontou que estrada e saúde, não tem como desvencilhar uma da outra, porque se organizar a saúde e não arrumar as estradas você não tem acesso a elas, a afirmou devido ao conhecimento de causa, porque a região norte e noroeste são onde ficam localizados o maior número quilometragem de estrada vicinais do Estado. Interiorizar as UTIs, pelo menos nas cidades pólos de cara região e que o Governo de Estado tome conta dele. Educação, segurança, agricultura familiar e as causas das mulheres também foram apontadas como prioridade, creches funcionando os 365 dias por ano, ensino suplementar, o projeto siminina é um sucesso, é um tipo de projeto que temos que aumentar no Estado. As mulheres têm prioridades diferentes dos homens, com este complemento social através da educação, previne a questão das drogas, e para Janaína a prevenção contra as drogas é melhor para todas as famílias, como também sai mais barato para o Estado, que hoje não da conta de tratar todos os dependentes.

 

Por ser filha do deputado José Riva, Janaína considera que vai ter facilidade de mobilidade devido o conhecimento do pai que pode ajudar, "um homem que teve muitos acertos, e teve erros também, líder na AL por 20 anos, infelizmente é lembrado mais pelos erros do que pelos acertos, foi o deputado três vezes mais votado, sei que terei que ter um cuidado com algumas baixaria, ter zelo com o meu sobrenome nunca é demais, mas sei que todos vão me respeitar", explicou. 

 

Igualdade para todos 

Contemplada com votos em 138 dos 141 municípios do Estado, Janaína disse que não terá prioridade por regiões, e que todos serão tratados da mesma forma, com trabalhos partindo desta Casa para todos, porém ressaltou que de forma diferente, porque o grupo que irá atuar na oposição, assim a deputada espera enfrentar dificuldades com as indicações e aprovações de projetos, mas que irá cumprir o papel de oposição fiscalizando o executivo e afirmou que o papel da oposição é muito importante, de ser fiscal da população, para fazer cumprir o que foi prometido, já que muita coisa foi prometida durante o período de campanha. "Não vou só apontar os erros e defeitos, mas quero ajudar a construir o novo, o sonho dos mato-grossenses", disse Janaina ao revelar que está ficando a par de todas as promessas feitas durante a campanha, para ficar apenas uma questão de discurso. 

 

 

Lauro Nazário | Da Redação

Comentários

Data: 10/10/2014

De: RAMBO

Assunto: RIDICULA

ESSA MOÇA FALA COMO SE TIVESSE MORAL PRA FAZER OPOSIÇÃO AO GOVERNADOR TAQUES.

O PAI DELA FOI DURANTE ANOS UM SANGUESSUGA DO ESTADO, FEZ O PATRIMONIO QUE ELA TEM HOJE, INCLUSIVE COM APARTAMENTO EM COPACABANA, NO RIO DE JANEIRO.

NUNCA TRABALHOU, NUNCA PASSOU DIFICULDADE PORQUE O PAPAI BANCAVA E AINDA BANCA TUDO.

FAÇA-ME O FAVOR JANAINA, QUEM MERECE OPOSIÇÃO É O LADRAO DO SEU PAI.

Novo comentário