10/10/2016 - Cobrador morto em SW4 tem mais de 30 passagens pela polícia e foi acusado de pistolagem

10/10/2016 - Cobrador morto em SW4 tem mais de 30 passagens pela polícia e foi acusado de pistolagem

O cobrador Laudelino Tito Cardoso de Oliveira, 50 anos, executado na madrugada da última quinta-feira (06), enquanto dirigia a sua caminhonete (SW4), pela BR-163, tem mais de 30 passagens pela polícia e foi acusado de pistolagem por um produtor rural, em 2013. Além disto, o homem ainda sofreu uma tentativa de homicídio tramado por integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC).

 

Segundo consta, Laudelino Tito Cardoso de Oliveira possui mais de 30 passagens pela polícia, a maioria por porte ou tráfico de droga. Ele também já foi vítima de uma tentativa de homicídio tramado por bandidos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC), principal facção criminosa de São Paulo, com ramificações em todo Brasil.
 
Em 2013, o produtor rural Siguardo Wutzke, 55 anos, acusou a empresa Insumos Agrícola Impacto, do empresário Nelson Bedin, de ter contratado pistoleiros para cobrar uma dívida dele, em Nova Ubiratã (394 Km de Cuiabá). 
À época, o fazendeiro afirmou que foi perseguido e ameaçado por Laudelino e um comparsa.
 
Presos, os dois funcionários da empresa disseram que foram conversar e tentar convencer o fazendeiro a pagar a dívida. Os dois suspeitos assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime de ameaça.
 
Em 2014, Laudelino se envolveu em um acidente de trânsito. Ele foi preso acusado de dirigir sob efeito de álcool e provocar um acidente de trânsito que deixou uma pessoa gravemente ferida. A colisão envolveu uma Mercedes – dirigida por ele – e um Gol, no bairro Porto, em Cuiabá.
 
Um dos ocupantes do Gol sofreu perfuração do pulmão. Laudelino, que admitiu ter bebido, pagou fiança de R$ 1,4 mil e respondia em liberdade pelo crime. O processo continua em trâmite no Tribunal de Justiça, onde o cobrador responde por pelo menos quatro processos, em Cuiabá e Sorriso.
 
Execução
 
Um cobrador de 50 anos, identificado como Laudelino Titto foi executado na madrugada de quinta-feira (06), enquanto dirigia a sua caminhonete (SW4), pela BR-163. Segundo as informações, o homicídio aconteceu próximo a ponte do rio Lira, em Sorriso (395 km de Cuiabá).
 
Conforme as informações do Portal Sorriso, o homem seguia pela rodovia federal quando foi atingido por diversos disparos de arma de fogo. Antes de parar, a caminhonete atravessou a via e atingiu o guard-rail que fica ao lado da pista. A suspeita é de que a vítima tenha tentado fugir, mas sem sucesso.
 
Uma testemunha disse à polícia que viu um carro branco saindo da cena do crime. A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) esteve no local e encontrou diversas cápsulas de pistola 380. 

 

 

 

Da Redação - Wesley Santiago

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário