10/10/2016 - Vegetarianos chamam para 1º Congresso

10/10/2016 - Vegetarianos chamam para 1º Congresso

No Estado que ocupa o segundo lugar no país em produção e consumo de carne e onde tudo é motivo para assar uma "carninha", um grupo ainda pequeno, mas crescente, de pessoas que aboliram este alimento do cardápio - por motivo de saúde e respeito aos animais - está organizando o 1º Congresso Vegetariano do Centro-Oeste, dias 11 e 12 de novembro na capital de Mato Grosso, na Unic - Campus Pantanal.

As inscrições estão abertas.

Uma das organizadoras do evento é a terapeuta Mariana Vidotto. Há 1 ano, ela passou de carnista à vegetariana estrita. Isso quer dizer que não come carnes, nem ovos e nem leite e derivados de tudo isso.

Ao contrário do que está no imaginário popular, Mariana afirma que "é fácil e gostoso" ser vegetariano e que é possível fazer trocas alimentares, entre o que está fixado culturalmente e a nova possibilidade.

Do ponto de vista da saúde, pesquisas apontam que, quem risca a carne do cardápio, tem muitos benefícios. "Cai em até 70% o risco cardíaco, de ter diabetes tipo 2, tumores e colesterol alto", assegura.

Por outro lado, a mudança alimentar não poderia provocar anemia? "Não, isso é mito", rebate Mariana. "Antes de me tornar vegetariana estrita, eu tinha pré-anemia e corrigi isso".

A tentação pela carne cai por terra com conscientização sobre o sofrimento causado pelos confinamentos em criadouros e no abate em si. É o que diz a terapeuta Mariana, que é também representante da ONG Mercy for Animals em Mato Grosso - uma das maiores do mundo e que pede misericórdia aos bichos abatidos para o consumo humano.

Este foi o principal motivo que levou a biomédica Joriam Itacaramby Fontes, de 26 anos, servidora pública, a adotar o vegetarianismo.

"Eu achava carne gostoso, mas, ao perceber toda uma indústria em torno disso, expondo os animais ao sofrimento, só por capricho do paladar avaliei que não compensava mais comer carne", comenta Joriam.

Em 2013, ela tirou a carne e manteve o leite, ovos e derivados. Um ano depois, tornou-se vegetariana estrita.

Diz que é muito questionada, entre os amigos, porque há uma cadeia alimentar e que, nela, os animais mais fortes abatem os mais fracos para sobreviver. "Até compreendo que, ha muitos anos atrás, isso era uma necessidade humana, mas o contexto é outro, não há necessidade mais disso", pontua.

No congresso, além de palestras, vai ter também oficina de preparo e feira, com comidas feitas por restaurantes especializados locais.

O Congresso será realizado pela Sociedade Vegetariana Brasileira em parceria com a Mercy for Animals.

O Congresso

Realizado pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) em parceria com a Mercy For Animals Brasil, o evento reunirá os maiores nomes da nutrologia, nutrição, meio ambiente e do esporte.

O Congresso apresenta uma nova visão consciencial, mostrando as consequências do consumo da carne para a saúde e meio ambiente e os benefícios de uma dieta baseada em produtos de origem vegetal, reunindo as mais variadas informações para um número cada vez maior de pessoas interessadas em uma nova forma de enxergar a alimentação e sua relação com os diversos aspectos intrinsecamente envolvidos, sejam éticos, ambientais, de saúde, sociais, entre outros.

Entre os palestrantes, está o médico e nutrólogo, Eric Slywitch, considerado um dos maiores especialistas em dietas vegetarianas do mundo e autor de vários livros, como “Alimentação sem carne” e “Virei vegetariano. E agora?”; a nutricionista Astrid Pfeiffer, especialista em introdução alimentar infantil e autora do livro "A cozinha vegetariana de Astrid Pfeiffer. Também estarão presentes o presidente da Sociedade Vegetariana Brasileira, Ricardo Laurino, e o vice-presidente da Mercy For Animals Brasil, Lucas Alvarenga, entre outros nomes expoentes do vegetarianismo no Brasil, como a medalhista no vôlei Fernanda Ferreira (Fernandinha) e o fisiculturista Paulo Victor Guimarães (Paru Vitu).

Além das palestras, o evento contará com oficinas gastronômicas que darão oportunidade aos participantes de conhecerem na prática a riqueza da culinária vegetariana e uma feira com exposição de produtos. As oficinas contarão com a presença dos Youtubers Flávio Giusti do VegetariRango, Ivan Di Simoni do Pecado Vegano e o Chef André Vieland.

O 1º Congresso Vegetariano do Centro-Oeste será realizado na Unic Pantanal. As inscrições, a partir de 1º de outubro, custam R$ 220. Mais informações no site www.convegcentrooeste.com.br

Vegetarianismo

As razões para ser vegetariano são várias, como uma postura ética em respeito à vida animal. Os animais são sencientes (capazes de sofrer e sentir prazer e felicidade), por isso a escolha vegetariana é uma escolha de não compactuar com a exploração, confinamento e abate destes animais. Também adota-se uma vida vegetariana pensando em saúde, meio ambiente e justiça social. Para saber mais sobre vegetarianismo, visite o site da Sociedade Vegetariana Brasileira: www.svb.org.br

Programação do 1º Congresso Vegetariano do Centro-Oeste

Dia 11/11
Palestras das 18h30 às 21h

Dia 12/11
Palestras das 10h20 até as 18h40
Oficinas das 10h30 às 19h30

Para ver a programação completa e também para fazer a inscrição acesse o site do Congresso - www.convegcentrooeste.com.br

Palestrantes
Eric Slywitch - Médico nutrólogo especializado em dietas vegetarianas
Fernanda de Luca - Médica pela UFF e especialista em nutrologia pelo CFM e pela ABRAN
Alessandra Luglio - Nutricionista clínica especializada em vegetarianismo
Astrid Pfeiffer - Nutricionista especialista em introdução alimentar infantil e autora do livro "A cozinha vegetariana de Astrid Pfeiffer"
Paula Gandin - Nutricionista especializada em alimentação vegetariana e especialista em nutrição esportiva
Nathalia Guimarães - Nutricionista especializada em nutrição vegetariana, vegana e detox
Cynthia Schuck - Mestra em Ecologia pela USP e doutora pela Universidade de Oxford (Reino Unido)
Fernanda Ferreira (Fernandinha) - Um dos maiores nomes do vôlei do Brasil e medalhista de ouro pela seleção brasileira
Paulo Victor Guimarães (Paru Vitu) - Fisiculturista vegano, estudante de nutrição e criador da página Musculação Vegana no Facebook
Guilherme Carvalho - Biólogo pela UFPE e secretário executivo da Sociedade Vegetariana Brasileira
Ricardo Laurino - Presidente da Sociedade Vegetariana Brasileira
Lucas Alvarenga - Vice-presidente da Mercy For Animals Brasil 

 

 

Keka Werneck, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário