10/11/2013 - 9 mil petistas vão às urnas escolher o presidente; Sampaio será reeleito

A escolha da nova direção estadual do PT acontece neste domingo (10) e a expectativa é de que 60% dos 9 mil filiados em todo o Estado votem, sendo que Willian Sampaio deve ser reconduzido à presidência. A votação inicia às 9h e segue até às 17h na sede do partido, no bairro Araés, em Cuiabá, e em outros 10 pontos espalhados por bairros da Capital.

 

Ocorre ainda em 70 municípios. Caberá ao presidente eleito e/ou reconduzido a missão de conduzir as articulações para as eleições, além de coordenar a campanha para reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT).

 

Para ter direito ao voto, o petista deve estar filiado há mais de um ano – ou seja, ter se filiado antes de 10 de novembro de 2012 – e participado de atividades partidárias. Os novatos que quiserem votar devem ter feito o curso de formação para novos filiados. Além disso, todos os correligionários devem estar em dia com a contribuição mensal.

 

Os votos serão computados por meio de cédulas e urnas de lona. A contagem será feita manualmente por uma comissão organizadora e a previsão é de o resultado final saia até às 21h de domingo. A totalização será informatiza. Para que a eleição seja validada, será necessário atingir 50% do quórum obtido na última votação. Caso nenhum dos candidatos consigam atingir 50% dos votos à disputa deve ir para o segundo turno, em 29 de novembro.

 

William Sampaio deve ser reconduzido. Ele tem como vice-presidente o deputado estadual Ademir Brunetto (PT) e o apoio das principais lideranças do PT em Mato Grosso, inclusive da maioria dos vereadores e prefeitos dos municípios. O petista vem representando a chapa “Mato Grosso quer mais e melhor” e espera superar 50% dos votos no primeiro turno contra o adversário Robinson Ciréia. O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e pré-candidato a deputado estadual encabeça a chapa “Constituinte por terra, trabalho e soberania”.

 

No entanto, por mais que Ciréia seja um forte nome na disputa, a tendência é que Sampaio consiga se manter no posto. Isso porque além de ter o respaldo de boa parte dos líderes no interior, o presidente também conta com o apoio da chapa “Força do Interior”, liderada por Lázaro Donizete da Silva e sem candidato próprio para entrar no páreo. Além disso, lideranças como o ex-secretário de Educação e deputado federal Ságuas Moraes (PT) já manifestaram apoio à reeleição do presidente.

 

A expectativa após a eleição, segundo Ságuas, é garantir candidatura própria ao governo. Dessa forma, fica cada vez mais intensa a possibilidade de que o juiz federal, Julier Sebastião da Silva, se filiar ao PT para disputar o comando do Palácio Paiaguás. Hoje além do magistrado, figuram como pré-candidatos o senador Pedro Taques (PDT), Eraí Maggi (PP) e Maurição Tonhá (PR).

 

Camila Cecílio

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário