10/11/2013 - Santa Terezinha compra aparelhos cardíacos para equipar o hospital municipal

Por inúmeras vezes, quando um morador de Santa Terezinha, cidade localizada a cerca de 1.300 km de Cuiabá, na região Norte Araguaia em Mato Grosso, estivesse precisando restabelecer ou reorganizar seu ritmo cardíaco, era necessário remover o paciente para Vila Rica ou Confresa, para que assim o mesmo pudesse se utilizar de um desfibrilador e voltar ao seu ritmo normal.

 

Pois agora as remoções tendem a acabar, o prefeito da cidade, Cristiano Gomes (PT), vendo a necessidade da população, comprou um respirador e um aparelho cardioversor desfibrilador, e com a aquisição destes aparelhos, o hospital municipal poderá atender tranquilamente as vitimas, fazendo algo que antes não era possível.

 

Segundo a assessoria da prefeitura, os equipamentos para o hospital municipal custaram quase 12 mil reais, sendo que o respirador custou R$ 5.900,00 (cinco mil e novecentos reais) e o  cardioversor desfibrilador R$ 6.050,00 (seis mil e cinquenta reais).

 

Outra informação é que a gestão 2013/2016, afirmou que vai focar mais ainda no atendimento básico de saúde da população, para assim poder melhorar a qualidade de vida dos moradores de Santa Terezinha.

 

O cardioversor desfibrilador é um equipamento utilizado na parada cardiorrespiratória com objetivo de restabelecer ou reorganizar o ritmo cardíaco, ele efetua a leitura automática do ritmo cardíaco através de pás adesivas no tórax.

 

A desfibrilação é a aplicação de uma corrente elétrica em um paciente, através do desfibrilador, um equipamento eletrônico cuja função é reverter um quadro de fibrilação auricular ou ventricular. A reversão ou cardioversão se dá mediante a aplicação de descargas elétricas no paciente, graduadas de acordo com a necessidade. Os choques elétricos em geral são aplicados diretamente ou por meio de eletrodos (Placas metálicas, ou apliques condutivos que variam de tamanho e área conforme a necessidade) colocados na parede torácica.

 

Fonte: Jornal da Notícia

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário