10/11/2017 - Canarana - Projeto de escola estadual é finalista no Prêmio Construindo a Nação

10/11/2017 - Canarana - Projeto de escola estadual é finalista no Prêmio Construindo a Nação

O projeto Ouvintes do Coração, desenvolvido pelo Grêmio Estudantil da Escola Estadual Paulo Freire, em Canarana (823 km a Leste de Cuiabá), ficou em terceiro lugar no Prêmio Construindo a Nação, realizado pelo Instituto da Cidadania Brasil. A iniciativa também foi destaque nas modalidades ‘Vídeo de maior impacto’ e ‘Temas mais contemporâneos’.

Ao todo, o prêmio selecionou 18 projetos de todo o país, indicados por júri especialista e voto popular.
O Ouvintes do Coração surgiu diante da preocupação com o bem-estar físico e emocional dos alunos da unidade, que começaram a pensar em uma forma de acolhimento.

A professora de Matemática Cleca Paro foi uma das idealizadoras. Segundo ela, seus próprios alunos entenderam a necessidade do acolhimento ao próximo, já que muitos colegas passavam por problemas pessoais e alguns estavam se mutilando.

“Foi prensado na importância do tema e também da fragilidade dos jovens, que decidimos pelo projeto. Vimos muitas situações neste ano, que reforçaram a necessidade de um acolhimento”, explicou.

Para o projeto ser executado, 30 pessoas, entre alunos e professores, foram treinadas por uma psicóloga da cidade, que já atuava na unidade escolar com ações de conscientização. Eles se tornaram, então, ouvintes, palavra que deu nome ao projeto.

Caixas foram espalhadas pela escola, com intuito dos alunos desabafarem por meio de recados. Em seguida, as ações ganharam espaço via WhatsApp e até por encontros presenciais dentro da escola.
Uma das integrantes do projeto, Heloisa Cristina Irber, de 15 anos, disse que ao se tornar ouvinte, passou a entender a importância de estar presente na vida dos colegas. “Ouvir desabafos, mesmo sem falar nada, já é importante. Como ouvintes, só podemos nos manifestar se pedirem opinião ou conselho”, frisou.

Ao longo do projeto, foram mais de 80 atendimentos, e muitos alunos foram encaminhados para o acompanhamento psicológico. Entre os casos que os alunos enfrentavam, foram descobertos abusos morais dentro de casa, déficit de aprendizagem, tendências suicidas e até mesmo casos de violência sexual.

 

 

 

Yuri Ramires Seduc-MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário