11/01/2016 - Quenianos dominam Corrida de Reis no masculino e feminino, e jejum do Brasil completa quase uma década

11/01/2016 - Quenianos dominam Corrida de Reis no masculino e feminino, e jejum do Brasil completa quase uma década

O Brasil terá de esperar até 2017 para ver um representante no lugar mais alto do pódio, na Corridade Reis, em Cuiabá. Na mais importante competição de atletismo do Centro-Oeste e Amazônia Legal, o atletas do Quênia chegaram em primeiro lugar no masculino e no feminino: Edwin Kipsang venceu pela terceira vez a prova, enquanto no feminino Delvine Meringor, também do Quênia, conquistou o bicampeonato.
 
Edwin Kipsang chegou com 30m02s. O jejum do Brasil  chega a oito anos: o último tupiniquim a levantar o caneco foi 
Franck Caldeira, em 2008.
 
Com clima ameno, a 32ª Corrida de 
Reis foi disputada neste domingo (10) com percurso de 10 quilômetros, nas ruas de Cuiabá e Várzea Grande, por mais de 15 mil atletas. O tradicional calor mato-grossense ficou devendo. A reportagem do Olhar Direto registrou a largada, na Ponte Sérgio Motta, em Várzea Grande; e a chegada da competição, na Praça das Bandeiras, na Avenida Rubens de Mendonça (CPA), em Cuiabá.
 
A primeira brasileira foi 
Sueli Pereira, que voltou a subir no pódio da Corrida de Reis - em 2015 ela ficou em quarto.  E a primeira de Mato Grosso foi Maria Silvânia Araújo Nunes, de Barra do Garças, em sexto lugar.
 
Edwin foi campeão em 2013 e 2014, e ficou com o vice na edição passada. O segundo colocado foi
Giovani dos Santos, um dos destaques nacionais. Ele chegou a pressionar o queniano. O terceiro e quarto lugares também são brasileiros: Gilmar Lopes e o mato-grossense Wendel Souza (Pontes e Lacerda), respectivamente.
 
 No feminino, atrás da queniana Delvine Meringor  chegaram as atletas 
Failuna Abdi Matanga, da Tanzânia, e brasileira Sueli Pereira da Silva, do Cruzeiro, em terceiro lugar. Durante o percurso, até o oitavo quilômetro, a brasileira estava na liderança, até ser passada pelas atletas africanas
O brasileiro 
João Márcio Leão da Silva saiu à frente e liderou até o terceiro quilômetro –  próximo da Avenida Beira-Rio. As passadas largas e o ritmo forte dos africanos, porém, fizeram a diferença a partir disso. Leão ficou pra trás e acabou se distanciando.
 
 Edwin Kipsang  e Giovani dos 
Santos se revezaram no primeiro lugar. Depois do sétimo quilômetro, na subida da Avenida Rubens de Menonça (CPA), Edwin conseguiu se desgarrar do brasileiro e abriu ampla vantagem até a bandeirada final.
 
Os dois primeiros colocados levaram para casa um 
Uno Mille zero quilômetro. Já a segunda colocada, R$ 4 mil, o terceiro R$ 2,5 mil, o quarto R$ 1,5 mil e o quinto R$ 1 mil.


PÓDIO MASCULINO
 
1 - Edwin Kipsang (Quênia) - 30m02
2 - Giovani dos Santos - 30m22
3 - Gilmar Lopes - 30m50
4 - Wendel Souza - 31m03
5 - Edwin Kiprop (Quênia) - 31m14
 
PÓDIO FEMININO
1 - Delvine Meringor (Quênia) - 35m06
2 - Failuna Matanga (Tanzânia) - 35m10
3 - Sueli Pereira - 35m36
4 - Natalia Sulle (Tanzânia) - 36m11
5 - Carolyne Komen (Quênia) - 36m30

 Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário