11/02/2011 07h:45 Professores denunciam humilhação em processo de atribuição de aulas

Centenas de professores aguardam desde as 8 horas da manhã desta quinta-feira (10) para atribuírem aulas na Assessoria Pedagógica da Secretaria de Educação (Seduc). Segundo alguns educadores, a situação é caótica e a problemática não é recente. “É uma humilhação que acontece todos os anos os professores remanescentes passam”, denunciou uma professora, que está no local.
Inicialmente, a distribuição de aulas para os professores que não atribuíram aulas nas escolas que trabalharam no ano anterior estava marcada para o dia 2 deste mês, mas foi adiado para o dia sete e posteriormente seria efetuada hoje.
De acordo com informações repassadas pela própria Seduc aos educadores, a data foi cancelada duas vezes devido a uma falha no sistema e muitas escolas não conseguiram concluir o processo de matrícula de alguns alunos e, por seqüência, não foi possível determinar o número de turmas.
A justificativa para o atraso de hoje (10) seria a mesma, falhas no sistema impossibilitando o a divulgação do número certo de turmas. “Ainda hoje eles informaram que algumas escolas não conseguiram concluir as matrículas e nem fecharam as turmas”.
Além da demora, os professores que estão no local reclamam do espaço para atendimento afirmando que o espaço é pequeno e não comporta o número de pessoas. “A sala aqui (Assessoria Pedagógica) não comporta todo mundo, tem gente em pé no corredor”, reclamou outro professor, que também esta no local.

Outro lado

Conforme a assessoria da Seduc, houve um problema no sistema e caso necessário as atribuições serão feitas manualmente. Ainda nesta tarde, representantes do Sintep-MT se reunirão com a secretária Rosa Neide Sandes e a problemática será uma das pautas do encontro.

Da Redação - Julia Munhoz