11/02/2014 - Jornalista é intimada pela Polícia Federal para depor sobre caso Suiá Missu‏

A jornalista Camila Nalevaiko, diretora do Agência da Notícia, foi intimada para prestar depoimento na Polícia Federal, sobre sua atuação profissional durante o processo de desocupação da área de 166 mil hectares da antiga fazenda Suiá Missu, demarcada pela justiça como reserva Xavante.

Um primeiro depoimento já ocorreu em Barra do Garças, quando a jornalista foi representada por um advogado, mas os federais querem ouvi-la pessoalmente, e por isso uma segunda data esta sendo agendada.

As primeiras informações são de que Camila, ao realizar as funções de sua profissão, teria supostamente incentivado os moradores a permanecerem na área e mais tarde a retornarem para as propriedades desocupadas.  Assim como a jornalista, membros da Associação dos Produtores da Suiá Missu também estão sendo intimados a prestarem depoimentos. O teor das acusações ainda são desconhecidos.

Nalevaiko afirmou que está tranquila quanto à intimação, e que sabe que seu trabalho foi dar vós a um povo, que estava perdendo tudo o que construiu ao longo de uma vida, sem receber nenhuma assistência do governo. Tendo este direito garantido pela Constituição Federal, mesmo que fosse uma cidadã comum, ainda mais como jornalista.

Questionada se assim faria de novo, a resposta imediata é que sim. “Presenciei uma das maiores injustiças já cometidas no Brasil, e não me calaria jamais diante de fatos tão repugnantes”, destacou Nalevaiko, que durante a desocupação ficou conhecida como “Rainha da Suiá” devido sua luta para defender a população do Posto da Mata.

“Estão tentando impor no Brasil a ideologia de um discurso único, mas carrego comigo a ideologia de que democracia só existe com liberdade”, concluiu Camila que ainda fez questão de dizer que está a disposição da Justiça. “Assim que me chamarem vou comparecer, pois sei que agi corretamente e de acordo com os meus princípios, não fiz nada a mais do que minha profissão me permita. Portanto tenho a consciência tranquila”, disse Camila. 

 

Fonte: Agência da Notícia com Redação 

 

Comentários

Data: 23/02/2014

De: Macunaíma

Assunto: Maraiwatsede é dos Xavante

Viva os Xavantes da Maraiwatsede!!!!!!!!!

Essa jornalista e os poderosos incitadores covardes da violência naquela região, que insistem em desrespeitar ordem judicial transitada em julgado tem que pagar pelos seus crimes.
E se tivesse a disposição da justiça como ela diz, teria comparecido na primeira vez que fora intimada.

JUSTIÇA!!!!!!!

Data: 12/02/2014

De: Jão

Assunto: Suiá

Quem conhece essa madame sabe que ela faz tudo para aparecer, ninguém sabe desse título de rainha da suiá. A única mulher que realmente enfrentou bala de borracha foi a dona Irene. Essa sim merece tituulos e honarias essa outra aí que é holofotes, quem conhece ela sab muito bem disso.

Ela é só blá blá blá


Data: 11/02/2014

De: ricardo

Assunto: suiá

muito bem , o povo de sao felix e de toda a região tem que se manifestar em apoio daquelas pessoas que foram expulsas da sua terra. sem mem um apoio. temos que dar um basta nessa corja de politicos que so querem o bem de si proprio, pegando o dinheiro publico e gastando de forma indevida. as eleiçoes estao ai e temos que mudar essa cituaçao que e de calamidade,

Novo comentário