11/04/2012 - Suplente, Moura desiste de candidatura a prefeito de Barra

O suplente de deputado federal Eduardo Moura (PPS) desistiu de ser candidato a prefeito de Barra do Garças, no leste do Estado. Moura, que é empresário do ramo de confinamento de gado, oficializou terça-feira (10) sua desistência através de uma nota enviada à imprensa de Barra e do Mato Grosso. 

Entre os motivos apontados pelo empresário, estão questões familiares, pessoais e profissionais que estariam exigindo recursos e tempo fora da cidade de Barra do Garças. Em função dessa situação, Moura se vê impossibilitado de dedicar-se integralmente à campanha de prefeito em Barra. 

O empresário pede desculpas e agradeceu de coração aos amigos e apoiadores que desde a primeira hora estimularam e estiveram juntos defendendo o nome dele como opção para disputar a prefeitura da maior cidade do Araguaia. 

Em sua nota de esclarecimento, Moura ratificou o seu amor incondicional pela cidade de Barra e se colocou à disposição para ajudar a administração e a sociedade nos assuntos pertinentes ao município. 

Um dos primeiros aliados a ser avisado da desistência foi o empresário e presidente do PDT, Ubaldino Resende Rodrigues. 

“Nós sentimos muito essa decisão do colega Eduardo, mas temos que respeitar os motivos por ele apresentados”, completou. Badico não antecipou como fica o PDT após essa decisão e até mesmo o PPS sem a candidatura de Moura. 

“Não deu tempo de pensar em nada. Vamos reunir o partido e discutir essa questão”, finalizou Badico. 


Carreira meteórica 

O empresário Moura surgiu como fenômeno eleitoral no Araguaia em 2006, quando teve 55 mil votos para deputado federal e quase se elegeu. O empresário perdeu por 415 votos a vaga de deputado federal Valtenir Pereira. Em 2010, Moura tentou novamente a Câmara Federal, porém sua votação caiu. Até mesmo em Barra onde havia derrotado Welinton Fagundes por 15 mil a 5 mil votos em 2006, na eleição passada, o socialista ficou em 2º lugar e perdeu para Roberto Farias (PSD). 

O nome de Moura apareceu com mais força para prefeito em 2008 quando era considerado favorito para vencer. Porém Moura abriu mão. Em 2012, o suplente voltou a ser cogitado para disputar a prefeitura de Barra e possivelmente recebendo apoio do prefeito Wanderlei Farias (PR). Todavia, o nome do socialista teria sido vetado pelo deputado federal Welinton Fagundes (PR). 

 

Informações: Ronaldo Couto

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário