11/04/2013 - Escolas e faculdades soltam alunos mais cedo com medo de ´maníaco'; delegado tranquiliza

O delegado de Barra do Garças, Adilson Gonçalves, concedeu entrevista, quarta-feira (10), na tentativa de tranquilizar a população e desmentiu comentários de que o "maníaco da cruz", Dionathan Celestrino, 21 anos, está em Mato Grosso principalmente na região de Barra. O policial decidiu falar diante da boataria que virou esse assunto principalmente no Facebook causando até pânico entre as pessoas. A onda de boatos atingiu também outras cidades de Mato Grosso. 
 
Adilson comentou que terça-feira (9) uma criança de 12 anos procurou a delegacia perguntando se o maníaco realmente estava na Barra e se a polícia não iria prendê-lo. Os comentários surgiram provavelmente por brincadeira no Face e virou uma onda de pânico. Uma universidade e duas escolas de Barra chegaram a liberar os alunos mais cedo porque os alunos estavam com medo saírem mais tarde.  

A tensão também chegou em Aragarças-GO, divisa com Barra, onde moradores afirmam ter visto o maníaco e chegaram a ligar para a polícia. Duas viaturas tiveram que ficar no bairro Novo Mundo onde populares afirmavam que ele estaria por ali. “O que existe de fato é que o maníaco está no Mato Grosso do Sul”, explica o major Albernaz, comandante da PM de Aragarças. 

A delegacia regional de Rondonópolis, segundo Adilson, registrou vinte ligações somente no dia de ontem sobre esse mesmo assunto.  

Em Chapada dos Guimarães, a polícia está distribuindo folhetos com a foto de Dionathan em bares, restaurantes e agencias bancárias. Moradores de Chapada estão aterrorizados com medo de fazer caminhada, principalmente às mulheres. 

Dionathan estava recolhido desde 2008, quando matou cruelmente um pedreiro em Rio Brilhante. Ele passou a ser chamado o maníaco da cruz porque após executar algumas vítimas ele colocava os corpos no formato de cruzes. 

Ele fugiu dia 03 de março da Unidade Educacional de Internação (UNEI) de Ponta Porã, a 340 km de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. A aflição maior seria dos moradores de Rio Brilhante onde o maníaco cometeu os crimes. A polícia sul-mato-grossense acredita que o maníaco talvez tenha cruzado a fronteira e estaria hoje no Paraguai. Os comentários surgiram no Facebook em brincadeiras e hoje estão levando as pessoas ao pânico. 

Parentes de vítimas temem que maníaco venham atrás deles 

Os mais preocupados são os parentes das vítimas em Mato Grosso do Sul. Vilma Teresinha da Silva, mãe da terceira vítima do assassino, diz que não tem conseguido dormir. “Não consigo mais ficar sozinha. Qualquer barulho eu já assusto." A filha dela, Gleice Kelly da Silva, tinha 13 anos quando foi morta asfixiada. Por precaução, Vilma orienta as filhas mais novas a não andar sozinhas e ir da escola direto para casa. Transtornada com o fato de Dionathan estar livre, ela voltou a se tratar com um psiquiatra e faz uso de remédios controlados. 

Vânia Neves de Oliveira, irmã da segunda vítima do maníaco, disse acreditar que o jovem já esteja em Rio Brilhante. Ela afirmou que não mudou a rotina por causa da fuga de Dionathan. Letícia Neves de Oliveira, 22, também foi morta asfixiada. O corpo foi encontrado no cemitério da cidade, igualmente posicionado em forma de cruz. Vânia é uma das que afirmaram que o "Maníaco da Cruz" não cometeu os crimes sozinho. “Minha irmã era forte e sabia lutar. Ele nunca teria matado ela sozinha." Na época dos assassinatos, Dionathan confessou à polícia que agiu sozinho. As investigações também descartaram a participação de outras pessoas. (UOL - Campo Grande).

 

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário