11/04/2015 - Polícia suspeita que maníaco deixou MT; carro é encontrado

Policiais civis apreenderam um Santana azul escuro pertencente ao suspeito Herley Nascimento dos Santos, suspeito de ter estuprado quatro mulheres e uma criança em Cuiabá e Várzea Grande, nas últimas semanas.

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá trabalha com a informação de que o suspeito já esteja fora do Estado de Mato Grosso.

A localização ocorreu na tarde de quinta-feira (9), próximo da Rodoviária de Cuiabá, e o veículo já foi guinchado para o pátio da Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) para ser periciado. 

Os policiais chegaram até o veículo a partir da confirmação do antigo proprietário, que reconheceu o maníaco como sendo a pessoa que comprou o Santana.

Fuga

Uma das suspeitas é de que o suspeito tenha fugido de Cuiabá de ônibus, usando algum tipo de disfarce.

De acordo com as investigações da Delegacia da Mulher da Capital, no dia 31 de março, um homem com as mesmas características do suspeito Herley Nascimento dos Santos, e usando o nome de José Carlos teria embarcado na rodoviária de Cuiabá. Dois destinos são investigados.

Na rodoviária, investigadores da Delegacia da Mulher de Cuiabá encontraram o veículo Santana 2006, cinza, que estaria na posse do suspeito.

"Já temos as imagens que a pessoa sai do veículo, na rodoviária de Cuiabá, e vai para o setor de embarque. Hoje trabalhamos com essa informação de que esteja fora de Cuiabá. Mas ainda estamos checando todas as denúncias que chegam diariamente à Polícia, uma média de 10", afirmou a delegada Jozirlethe Magalhães Criveletto.

A delegada Eliane Moraes, que preside os inquéritos dos estupros praticados em Cuiabá, informou que o carro está em nome de uma pessoa, que vendeu o veículo para outra que, por sua vez, revendeu para José Carlos, por R$ 6 mil, que teria pago R$ 2 mil e o restante iria quitar no dia 31 de março, porém não foi pago.

Segundo a delegada, os carros usados para abordar as vítimas eram todos locados, em nome de um conhecido dele, que atua na localidade da Pedra, no bairro Porto, em Cuiabá.

Foram alugados 3 Fox, 1 Gol e Voyagem. A testemunha já foi ouvida pela Polícia Civil e afirmou que conheceu o suspeito há 4 meses na Pedra, onde trabalha com a revenda de carros usados.

Sem mais vítimas

Nas Delegacias Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá e de Várzea Grande, não houve nenhum outro registro de vítimas do suspeito.

Ele é foragido da Justiça de Manaus, no Amazonas, pelo estupro de 23 mulheres na capital daquele estado, além de roubos e um suposto homicídio, praticados em 2012. O criminoso também é procurado em Rondônia por estupros e roubos praticados em Porto Velho (RO), cometidos no ano de 2009. 

Em dezembro de 2012, o maníaco fugiu da penitenciária de Manaus (AM) e teria utilizado pelo menos três documentos falsos pelas localidades que passou.

O estuprador está com mandado de prisão decretado nos estados do Amazonas e Rondônia e também teve a prisão requisitada à Justiça de Mato Grosso, pelos crimes praticados em Cuiabá e Várzea Grande. Os pedidos foram feitos pelas Delegacias da Mulher a comarca das duas cidades. 

Casos 

O suspeito é investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá, que apura dois estupros confirmados e uma terceira vítima que ainda não representou contra o suspeito na Polícia Civil. As investigações iniciaram no dia 23 de março com denúncias de estupros cometidos nas região do bairro Dr. Fábio, em Cuiabá, onde o suspeito teria tentado contra outras mulheres, mas sem sucesso nas abordagens. 

Em Várzea Grande, o maníaco cometeu estupro contra uma menina de 11 anos, no bairro Jardim Glória, e uma mulher de 33 anos, no bairro Jardim Lion. Os dois casos estão com a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso, que já ouviu as duas vítimas. 

O retrato falado foi encaminhado para as unidades de fronteira, assim como para Polícia Rodoviária Federal, aeroporto e rodoviária.

Denúncias podem ser feitas no 197, da Polícia Civil ou nas duas delegacias. Em Cuiabá no fone 3901-4272 e em Várzea Grande no fone 3685-1236.

 

 

Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário