11/06/2015 - Taques apoia construção de ferrovia e celebra amizade entre MT e China

O governador Pedro Taques (PDT) anunciou, nesta quarta (10), que o Governo, por meio das empresas públicas, pretende apoiar a construção da Ferrovia Transoceânica, que vai ligar o Brasil ao Peru e facilitar o escoamento da produção estadual para a China, pelo Oceano Pacífico. O investimento deve chegar a R$ 31 bilhões.

 

O anúncio foi feito durante evento de encerramento da expedição da embaixada chinesa no país e empresários do país, em Lucas do Rio Verde. “Em Mato Grosso, nós temos o MT Par, que é uma instituição pública que pode fazer a interlocução com o mercado chinês. Faremos isso por acreditar que os desafios existem para serem superados”.

 

Para Taques, apesar das diferenças entre a China e Mato Grosso, os dois povos têm mania de superação. “Quantas vezes nós ouvíamos que em Mato Grosso não seria possível produzir soja, algodão e hoje somos o maior produtor do Brasil, com 34% da produção do grão e 58% da produção nacional da fibra. A construção dessa ferrovia é o nosso novo desafio, juntos nós vamos superar”.

 

O governador ainda revelou que a perspectiva é de que nos próximos oito anos o Estado terá produção de 200 milhões de toneladas, número igual ao que foi registrado pelo Brasil, em 2014. “Nós vamos aumentar imensamente nossa produção, para igualar o que hoje é registrado pela produção nacional. Precisamos ter meios para escoar, por isso, a ferrovia é de extrema importância”.

 

No mesmo sentido, o embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang, afirmou que ao andar mais de 500 km em diversos municípios do Estado, pôde ver o quanto as terras são produtivas e a transformação das cidades. Segundo ele, ao conhecer os números, é inimaginável que há 30 ou 40 anos não havia produção em grande escala em Mato Grosso.

 

O embaixador avaliou que a produção do Estado faz com que seja o ponto central da confecção de qualquer grande projeto de transporte para o país. “Certamente vocês terão muito sucesso, se conseguirmos transformar isso em realidade”. Para Li Jinzhang, o projeto além de beneficiar a entrada e saída de mercadoria, também vai promover um maior intercâmbio cultural entre as pessoas da América do Sul.

 

Representando o Poder Judiciário na discussão sobre a ferrovia, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo da Cunha, ressaltou que o Estado precisa mesmo de grandes investimentos em logística, para escoar a grande produção.

O prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT), por sua vez, destacou que a cidade está em festa por receber a comitiva do embaixador e de empresários que querem ajudar a região. Também falou sobre a capacidade de produção do médio-norte de Mato Grosso. “Obras deste porte são importantes, porque com a nossa capacidade de produção nós podemos contribuir muito com a alimentação mundial”.

 

Parceria

O governador também propôs uma parceria ao embaixador chinês, ao sugerir um acordo de cooperação entre o Estado e uma província chinesa. A ideia é facilitar o intercâmbio entre as duas culturas e os negócios.

embaixador_china.jpg

Taques também anunciou que levará uma delegação à China entre os meses de outubro e novembro, com a finalidade de abrir um escritório no país. O governador ainda acredita que isso fortaleceria as negociações entre empresários dos dois países.

 

Além disso, o pedetista afirmou que vai encaminhar à Assembleia um Projeto de Lei que torna o dia 10 de junho, como o dia da amizade entre Mato Grosso e China. Taques ainda disse que o Estado está aberto a receber uma “semana chinesa”, para estreitar as relações, e levar o conhecimento da cultura chinesa aos mato-grossenses. (Com Assessoria)

 
 
Jacques Gosch


 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário