11/09/2015 - Faculdade Cathedral apoia Expedição Araguaia que preserva o futuro

A segunda edição da Expedição Araguaia teve início neste último sábado, dia 05, e se encerrou na segunda, dia 07. Foram três dias de expedição, com atividades de conscientização ambiental, apresentações culturais e turismo. O trajeto das embarcações iniciou em Barra do Garças, passando pelas pousadas Agua Santa e Cristal até chegar em Araguaiana, onde ocorreu o encerramento.

Além de promover ações que buscam a preservação dos rios, o evento também tem o intuito de fomentar um turismo consciente. Segundo o organizador, Eduardo Jorge de Oliveira, o movimento possui três vertentes: 01) Ambiental, no qual eles realizam a coleta de lixo nos rios com o apoio da ONG Rio Limpo Rio Lindo, desenvolvendo um trabalho de conscientização com os ribeirinhos e pescadores; 02) Turística, por haverem visitantes que pagam para acompanharem a expedição e conhecerem a região; 03) Cultural, pois o evento conta com apresentações de artistas talentosos da região e do Brasil afora, afim de promover uma interação cultural entre os apreciadores do Evento. Nesta edição houve apresentações de dança gaúcha e de músicos locais.

“Portanto, são essas as vertentes e o objetivo é envolver a comunidade e as pessoas que nos visitam, melhorando o nosso meio ambiente e implementando hábitos que sirvam de exemplo para as futuras gerações”, explicou Eduardo.

RIO LINDO RIO LIMPO
É um projeto que atua há 10 anos e que teve seu início a partir da iniciativa da família de Valteir Araújo, em Nova Xavantina, que sentiu a necessidade de começar a conversar com as pessoas da região sobre a preservação dos rios. Desde então, passaram a formar um grupo de pessoas que hoje inclui, dentre outros profissionais, biólogos, geólogos e sociólogos, que, por amor à causa, saem de suas casas e ficam dias remando e coletando lixo dos rios. Esse grupo passou a apoiar e hoje integra a Expedição Araguaia, ajudando a coletar o lixo todos os anos. Ressalta-se que no ano de 2014 foram coletados 700 quilos de lixo.

“O projeto também realiza um trabalho de Educação Ambiental com os ribeirinhos, levando apresentações de teatro, envolvendo cultura e conscientização. Trabalham também com a sensibilização de índios nativos e realizam análise da água da região”, contou Júlio Sal da Terra, membro do grupo.

Segundo Valteir Araújo, coordenador do Projeto, para participar da ação é necessário frequentar as reuniões do grupo, preencher um formulário e passar por uma votação dos membros, que exigem bom comportamento social do participante.

TURISMO
Durante a expedição podíamos encontrar pessoas de todos os lugares. Não só de Goiás e Mato Grosso, como do Rio Grande do Sul. Entre eles estava Edgar Costa, de Brasília, que visita a região há muitos anos, acompanhado de amigos familiares. Ele relatou que criou um vínculo muito forte com o Rio Araguaia.

“O rio Araguaia é muito importante no contexto da cultura goiana. É uma pena que as pessoas ainda não tenham consciência do valor que tem. A consciência ecológica não é só uma bandeira que se deve levantar. É necessário conhecer o que está acontecendo. Você daria a água do rio para seu filho, seu amigo, para alguém da sua família? Para quem você daria essa água?”, refletiu Edgar.

 

Faculdade Cathedral

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário